Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

CRT alega desequilíbrio

20/03/2017 - Valor Econômico

A Concessionária Rio Teresópolis (CRT) informou na sexta-feira que protocolou, no dia 14, uma ação de obrigação de fazer, com pedido alternativo condenatório e pedido de tutela de urgência contra a União e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), "em razão de grave desequilíbrio econômico-financeiro existente no contrato de concessão firmado com a CRT, que persiste desde 2013". A CRT, que tem como sócios Construtora OAS, Carioca Christiani-Nielsen Engenharia, Construtora Queiroz Galvão e Empresa Industrial Técnica (EIT), administra os 142,5 quilômetros da Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ), no Estado do Rio de Janeiro. Segundo a CRT, o desequilíbrio foi provocado, principalmente, pelas retiradas das praças de pedágio localizadas nos quilômetros 14 e 71. A empresa afirma que, desde 2013, tem tentado junto a ANTT uma forma de reequilibrar o contrato.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Rumo obtém aval da ANTT para bônus
Após pedido do MPF, ANTT adia fim de audiência pública de ferrovia paulista
ANTT prorroga audiência pública



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, sábado, 29 de abril de 2017
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária