Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

Em seminário, secretário de Transportes atualiza as previsões de inaugurações

27/08/2018 - Revista Ferroviária

O secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, atualizou na última sexta-feira (24), durante a 24ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, em São Paulo, a previsão de inaugurações e investimentos no setor metroferroviário. Confira a lista abaixo:

 

Metrô de São Paulo

Linha 5 - Lilás

“Devemos entregar mais uma estação na semana do dia 27 de agosto, estamos aguardando os últimos detalhes”, em referência à estação AACD-Servidor. Estações Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin devem ser entregues em setembro. Estação Campo Belo, por sua vez, está com a inauguração prevista para dezembro.

 

Linha 4 – Amarela

O secretário prevê a inauguração da estação São Paulo-Morumbi em outubro.

 

Linha 15 – Prata

Inauguração da estação Jardim Planalto entre setembro e outubro e até o final do ano outras três (Fazenda da Juta, Sapopemba e São Mateus).

 

Linha 6 – Laranja

“Acreditamos que vamos ganhar [essa causa], a juíza já deu a perícia, o processo está praticamente pronto, o parecer praticamente concluído. No máximo em 60 dias, acredito, devemos ter a caducidade [rescisão do contrato] decretada”. Ainda esse ano o secretário afirmou que espera retomar o processo da licitação da linha.

 

Portas-plataforma

Em setembro deverá ser publicado o edital para a contratação de portas-plataforma para 36 estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. A execução do serviço está previsto para o próximo ano, disse o secretário, que ressaltou: “A implantação das portas é não tem como ser rápida, pois é um serviço que só pode ser feito durante a noite”.

 

Trem intercidades

Em relação ao trem intercidades, que pretende ligar por meio de ferrovia as cidades de São Paulo, Jundiaí, Campinas e Americana, Pelissioni disse que o projeto avançou, porém esbarra na questão da falta de recursos. “É um projeto de R$ 5,4 bilhões, que tem demanda para a iniciativa privada bancar dois terços e o restante viria de aportes do estado”, afirmou. O estudo de pré-viabilidade já foi produzido e está sendo analisado pelo governo de São Paulo. O objetivo do estudo, que está sendo “refinado”, segundo o governo, é compilar informações sobre a rota inicial do trem, que percorrerá 135 quilômetros.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Bombardier e Alstom vão produzir trens para o Metrô de Montreal
Metrô de Salvador pode chegar ao Campo Grande ou Barra
Governo da Bahia lança edital para
construção de duas estações do Metrô
de Salvador



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quinta-feira, 15 de novembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária