Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

FCA contará com 26 locomotivas novas na operação

28/08/2018 - Revista Ferroviária

A operação da FCA contará com 26 novas locomotivas, que estão sendo acrescidas à frota por meio de um contrato de aluguel (com opção de compra) da VLI com as empresas MRC e CAT Financial. As máquinas, modelos ES43 BBi (GE) e SD70 BB (Progress Rail EMD), ambas para bitola métrica, estão sendo produzidas nas unidades das fabricantes em Contagem e Sete Lagoas (MG), respectivamente. Todas serão entregues até abril de 2019. O valor do contrato não foi divulgado pela VLI. A manutenção das máquinas é de responsabilidade da FCA e os ativos têm garantia de fábrica, afirmou a operadora.

As locomotivas vão operar no escoamento de cargas do agronegócio, siderurgia e produtos industrializados para os portos de Tubarão, no Espírito Santo, e o Tiplam, no litoral santista. “Nos últimos anos temos atuado forte para modernizar a frota de locomotivas da FCA com o objetivo de gerar mais capacidade de atendimento para escoar cargas na ferrovia. Nesses lotes contamos com máquinas modernas e produzidas no país. Iniciativas como essa estimulam a indústria nacional, além de tornar nossas atividades mais sustentáveis e econômicas”, destaca Gustavo Serrão, diretor de Operações Ferroviárias.

Na fábrica da GE, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, 11 locomotivas modelo ES43 BBi – primeiras unidades desse modelo na FCA – vão entrar na operação entre agosto e outubro. Após os testes, elas vão seguir com carga para o corredor Centro-Sudeste, no interior de São Paulo.

As ES43 BBi, que têm potência de 4.300 HP, contam com tração de corrente alternada, controle de eixo individual e motor diesel Evolution. Cada máquina tem 24,7 metros de comprimento, pesa 196 toneladas e uma composição com duas locomotivas pode tracionar até 82 vagões carregados (equivalente a cerca de 240 caminhões). As novas locomotivas vão atender ao fluxo de açúcar entre o Terminal Integrador em Guará e o Tiplam (Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita), no porto de Santos.

Já as 15 locomotivas SD70 BB da Progress Rail – modelo já amplamente utilizado na Ferrovia Centro-Atlântica – vão rodar também no corredor Centro-Leste. Essa rota conecta cargas do agronegócio ao Complexo de Tubarão, em Vitória, e atende demandas da siderurgia, entre outros setores. A entrega desse lote começou em março deste ano e terminará em abril de 2019. As máquinas têm 24 metros de comprimento, potência de 4400 HP, pesam 196 toneladas e uma composição com três locomotivas pode tracionar até 90 vagões carregados (equivalente a cerca de 270 caminhões).



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Rumo vai duplicar Malha Norte, com mais 700 km
Novos trilhos: as ferrovias em estudo para Santa Catarina
TCU adia definição sobre privatização de trecho da Norte-Sul



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 18 de setembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária