Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

RF Julho-Agosto: veja detalhes da nova unidade da Knorr-Bremse em Rio Claro

31/08/2018 - Revista Ferroviária

A edição Julho-Agosto da RF traz uma reportagem especial sobre a primeira unidade personalizada da Knorr-Bremse, localizada nas instalações da Rumo para bitola larga (malhas Paulista e Norte), em Rio Claro (SP). O espaço é destinado à remanufatura e atendimento personalizado para inspeção, reparo e atualização dos sistemas de freios de vagões. O trabalho faz parte da estratégia da Rumo de aumentar a segurança e a capacidade de transporte do material rodante a curto e médio prazos.

A Knorr-Bremse investiu cerca de R$ 10 milhões na nova unidade. "Trata-se de um projeto pioneiro no Brasil construído dentro das instalações do cliente. Graças à confiança da Rumo na Knorr-Bremse, que a elegeu como parceira oficial na jornada de remanufatura dos sistemas de freios da frota de seus vagões, esse projeto tornou-se realidade. A parceria entre a Rumo e a Knorr-Bremse é fundamentada na confiabilidade e em resultados consistentes de segurança operacional", destacou Oliver Erxleben, presidente da Knorr-Bremse para a América do Sul.

"É uma parceria importante que vai otimizar a segurança da nossa operação”, afirma Julio Fontana Neto, presidente da Rumo. “Estamos atentos a todas as oportunidades que contribuam para o desenvolvimento da indústria ferroviária, fomentando investimentos e parcerias que tornam a nossa companhia uma referência no setor”, acrescenta.

A remanufatura e a manutenção dos sistemas de freios ferroviários da Rumo é um processo já realizado na sede da Knorr-Bremse em Itupeva, São Paulo, cujas instalações ocupam uma área de mais de 31 mil metros quadrados, desde 2013. Nos últimos três anos, a Knorr-Bremse chegou a remanufaturar 5.067 válvulas. "Esta nova unidade em Rio Claro complementa as nossas operações dedicadas à Rumo", enfatizou o diretor de vendas da Knorr-Bremse no Brasil Everton Pereira.

Sustentabilidade e resgate histórico

O diretor disse que comprometimento da Knorr-Bremse com a sustentabilidade vai além do processo de fabricação. “Consideramos todas as etapas do ciclo de vida do produto: extração da matéria-prima, meios sustentáveis de produção, devolução das peças usadas à fábrica e sua devida remanufatura com o intuito de reinseri-las no mercado", comentou.

Entre algumas medidas ambientais incorporadas à nova planta da Knorr-Bremse em Rio Claro estão: a ventilação do prédio, que permite a circulação de ar do ambiente externo para o interno e vice-versa, a iluminação natural, inclusive nas linhas de remanufatura e o sistema inteligente de reuso de água. Adicionalmente, as salas de testes são envidraçadas para aumentar a segurança do processo de remanufatura e manutenção de itens dedicados - como as válvulas de controle de freios - contra partículas de sujeiras do ambiente externo.

A Knorr-Bremse também teve preocupação em preservar a fachada do prédio escolhido para ocupar suas novas instalações. "Decidimos recuperar e manter a fachada original do prédio, por seu grande valor para a história da indústria ferroviária brasileira", enfatizou Everton Pereira.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Novo trem do Metrô de Santiago inicia operação
Alemanha estreia o primeiro trem movido a hidrogênio do mundo
Passe de trem na Europa: cinco perguntas e respostas essenciais antes da viagem



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 18 de setembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária