Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

Unidade da Alstom em Taubaté reabre para encomenda do Chile

04/09/2018 - Revista Ferroviária

Sem encomendas desde a entrega de 32 VLTs para o sistema do Rio de Janeiro (modelo Citadis) em 2016, a unidade de Taubaté (SP) da Alstom retoma as atividades esse mês para a fabricação de 166 caixas de aço inoxidável para 35 novos trens do Metrô de Santiago, no Chile. A retomada das atividades abrange também a contratação de novos funcionários. O projeto, que teve início na unidade da Lapa, é batizado de NS16.

Para atender esta demanda, até 2020, a fábrica contará com aproximadamente 120 funcionários entre as áreas administrativa e operacional. Em parceria com o Senai, funcionários da área operacional foram treinados ao longo do último trimestre e alguns trabalhadores da unidade Lapa foram transferidos para dar continuidade ao projeto.

“A retomada das atividades industriais da fábrica da Alstom em Taubaté é um marco muito importante para todos nós e reforça nosso compromisso com o país e com a região. A unidade Taubaté é uma fábrica moderna, equipada e preparada para receber projetos de transporte ferroviário que venham do Brasil ou de qualquer outro país do mundo, gerando emprego e trazendo desenvolvimento para nossa região”, afirma Pierre-Emmanuel Bercaire, diretor geral da Alstom no Brasil.

 

Suspensão

A unidade de Taubaté foi inaugurada em março de 2015, com o objetivo de ser a primeira linha de produção de VLTs da América Latina da Alstom. Na época, a empresa tinha na carteira a encomenda de composições para o Rio de Janeiro. Um ano e oito meses depois, em novembro de 2016, a unidade anunciou a suspensão das atividades por falta de novos contratos.  A Alstom chegou a investir cerca de R$ 50 milhões na fábrica de Taubaté, que possui cerca de 16 mil metros quadrados.

Para o projeto do Metrô de Santiago, a unidade precisou ser remodelada, já que estava adaptada para uma outra linha de produção (VLTs). O espaço, segundo a Alstom, está preparado agora para produzir sete caixas de aço inoxidável por mês, em um turno.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Três dos seis novos trens da Alstom já foram entregues à SuperVia
Bombardier e Alstom vão produzir trens para o Metrô de Montreal
Alstom mira fusão com a Siemens para alavancar fabricação de trens em Taubaté



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quinta-feira, 15 de novembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária