Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Praga testa sistema anti-colisão em VLT

13/09/2018 - Via Trolebus

Cidades que possuem sistemas de Veículo Leve Sobre Trilhos – VLT, convivem com constantes colisões entre os trens e veículos de passeio. Na maioria dos casos, as pesquisas apontam que as ocorrências são por imprudência dos motoristas.

Em decorrência destes problemas, a Companhia de Trânsito Público de Praga (DPP) planeja testar um sistema anticolisão para bondes neste mês, no modelo Tatra T6A5. Se o sistema for bem sucedido, testes devem evoluir para outros modelos. A longo prazo, a tecnologia poderia ser introduzida em larga escala.

O diretor técnico da DPP, Oldřich Vytiska, disse que a empresa estabeleceu uma parceria com a Universidade Técnica Tcheca em Praga (ČVUT) para escolher um sistema apropriado e colocá-lo em operação.

“Se o dispositivo escolhido atender aos requisitos de transporte de bonde urbano e tiver os recursos necessários, o processo de teste e aprovação será concluído após seis meses”, disse Vytiska no site do DPP.

A tecnologia consiste em antenas direcionais e envia mensagens curtas para os veículos. Dependendo dos parâmetros críticos definidos, o dispositivo avalia o risco de colisão do bonde e avisa o condutor. Para modelos de bonde mais antigos, este aviso pode ser fornecido por meio de um sinal sonoro e, em novos bondes, o sistema anti-colisão pode parar o bonde sem a intervenção do motorista.

O equipamento de teste será fornecido gratuitamente pela empresa americana Protran Technology.

“No futuro, gostaríamos de estender este sistema para incluir dispositivos semelhantes que são usados ​​em carros autônomos para detectar outros veículos”, disse Vytiska.

A gerenciadora de trânsito também verifica regularmente as capacidades de frenagem de todos os veículos. Os modelos mais novos, o Škoda 15T ForCity têm a potência de travagem mais eficaz. Por exemplo, a uma velocidade de 40 km/h numa pista plana com um VLT vazio, pode-se usar sistemas de frenagem a uma distância de cerca de 18 metros. Detectar perigos precocemente é um componente chave para interromper acidentes, já que 18 metros é uma grande distância em relação a como um carro pode parar.

A rede de bonde de Praga é a maior da República Tcheca, com 142,4 km de trilhos e mais de 900 veículos. O modelo mais moderno, fornecido pela Škoda, é equipado com WiFi, e representa cerca de um quarto da frota.

 

Fonte: https://viatrolebus.com.br/2018/09/praga-testa-sistema-anti-colisao-em-vlt/



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Licitação para as obras do segundo trecho do VLT é reaberta
Número de viagens do VLT aumenta e tempo de espera diminui no Grande Recife
Justiça vai decidir se retoma contrato do VLT de Cuiabá



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quinta-feira, 15 de novembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária