Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

BNDES: investimento de R$ 488,5 mi reflete expectativa pela prorrogação de concessões

27/09/2018 - Revista Ferroviária

O BNDES anunciou ontem a aprovação de quatro operações de crédito, no valor total de R$ 488,5 milhões, para a MRS Logística, VLI e MRC Locação de Equipamentos Ferroviários. Segundo o chefe do departamento de Logística do banco, Pedro dos Passos, o financiamento reflete o momento atual, de expectativa pela renovação antecipada das concessões ferroviárias. “A gente acredita que isso [a prorrogação] irá destravar mais investimentos nos próximos anos em vias permanentes”.

Os financiamentos do BNDES vão viabilizar a aquisição de 26 novas locomotivas — todas fabricadas no Brasil —, a revitalização de outras 50 e a compra de 995 novos vagões, além de investimentos na recuperação de vias e em outros equipamentos pelas empresas.

Passos explicou que o banco promoveu, em março, ajustes nas políticas operacionais que norteiam os investimentos. No caso das ferrovias, os limites para estabelecimento de prazos, tanto de carência quanto de amortização, foram alongados para até 34 anos. As quatro operações anunciadas, aliás, já aproveitaram as novas regras, conta Passos.

Além disso, itens como vagões e locomotivas podem se beneficiar de uma nova modalidade de investimento aprovada em julho, o BNDES Finame Direto. Pelo novo produto, as empresas possuem limites de crédito individualizados e pré-aprovados, em um mecanismo semelhante ao que os bancos de varejo disponibilizam aos clientes mediante análises de risco antecipadas.

Vale lembrar ainda que, em agosto, o BNDES aprovou um empréstimo de R$ 2,89 bilhões à Rumo, voltado a melhorias na infraestrutura em trechos operados pela empresa que incluem o corredor de escoamento agrícola do país e acesso aos portos de Santos e Paranaguá.

 

Confira abaixo mais detalhes sobre as quatro operações que somam R$ 488,5 milhões:

MRS – O financiamento do banco à MRS Logística, no valor de R$ 252,4 milhões, destina-se à compra de 15 novas locomotivas, à revitalização de outras 50 e à aquisição de 577 vagões dos tipos hopper e plataforma para transporte de produtos agrícolas, siderúrgicos e contêineres.

VLI – Outros dois financiamentos, no valor total de R$ 124,6 milhões, foram aprovados pelo BNDES para investimentos da VLI Multimodal no aumento da capacidade de cargas da FCA e Norte Sul.

Um dos projetos da VLI, apoiado pelo banco com R$ 40,6 milhões, consiste na expansão da capacidade de transporte de toretes de eucalipto no trecho entre Prudente de Morais (MG) e Aracruz (ES). Os recursos do banco serão utilizados na aquisição de até 178 vagões tipo plataforma e na recuperação da via permanente na região de Prudente de Morais. Já o projeto da empresa de logística para a Ferrovia Norte Sul — apoiado pelo banco com R$ 84 milhões — consiste no aumento da capacidade de transporte ferroviário para o escoamento da produção agrícola em direção ao Porto de São Luís (MA). Serão comprados até 240 vagões tipo HFT e implantado um novo sistema de manutenção para atender à crescente demanda de exportação de grãos.

MRC – A aquisição de 11 novas locomotivas ferroviárias pela MRC Locação de Equipamentos Ferroviários também será financiada pelo BNDES com R$ 111,5 milhões. As locomotivas adquiridas pela MRC serão produzidas pela GE Transportation, em Contagem (MG), e serão locadas à VLI, para utilização na FCA.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
BNDES prevê desembolso maior em 2019
BNDES tem R$ 50 bi para infraestrutura
BNDES aprova financiamentos de R$ 2,9 bilhões para Rumo



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 23 de outubro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária