Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Metrô promete SP-Morumbi neste mês

09/10/2018 - Folha de SP

Clique para ampliar

Era para ser em 2008. Anos depois, o prazo foi prorrogado para 2012, 2014, até que, no início deste ano, o Metrô de São Paulo firmou para setembro de 2018 a nova meta de entrega da estação São Paulo Morumbi, da linha 4-amarela. Mas também não foi desta vez. A obra atrasou e, agora, o Metrô promete entregar a estação na zona oeste da cidade até o fim deste mês de outubro.

Ao longo de setembro, o governo Márcio França (PSB), candidato à reeleição, chegou a fechar por algumas horas a linha aos domingos para testes com os trens, que não têm maquinistas e funcionam por sensores e controladores à distância. Ainda assim, a inauguração da nova estação não aconteceu.

Segundo o Metrô, a São Paulo-Morumbi está com 95% de suas obras prontas. Mas a visão do canteiro de obras, na esquina das avenidas Professor Francisco Morato e Jorge João Saad, no Morumbi, são pouco animadoras. A parte estrutural da estação na superfície não foi finalizada e falta o acabamento da obra.

Na manhã desta terça-feira (9), operários trabalhavam na cobertura. As escadas rolantes já foram instaladas, mas as fixas ainda estão em concreto exposto. A colocação de pisos está em fase inicial. Segundo fotos do Metrô, os andares inferiores da estação estão mais bem acabados, já com piso e iluminação.

A estação São Paulo-Morumbi é a mais próxima ao estádio do São Paulo, a cerca de 1,5 km de distância (cerca de 20 minutos a pé). A estação terá ainda um terminal de ônibus integrado a ela.

A inauguração expandirá a linha 4-amarela pela primeira vez desde 2011, quando este ramal do metrô passou a ligar o Butantã à estação da Luz. Desde então, as estações Fradique Coutinho, Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire foram inauguradas ao longo do trecho já implantado.

Assim, a linha passará de 8,5 km para cerca de 11 km de extensão. Restará ainda a estação Vila Sônia, prevista para o ano que vem. O governo do estado tem ainda o projeto, e fez a promessa, de levar a linha até a cidade de Taboão da Serra. Essa seria a primeira estação do Metrô fora da cidade de São Paulo.

O Metrô diz que todas as obras de grande porte e complexidade, como a construção de estações de metrô, estão sujeitas a intercorrências em razão de licenças ambientais, processos desapropriatórios e até mesmo abandono das obras pelas empreiteiras em razão da crise econômica.

O Metrô lembra ainda que o consórcio que foi contratado para construir a linha 4 abandonou a obra em 2015. Em 2016, uma nova empresa foi contratada e a construção retomada.

Todos os projetos de expansão do Metrô estão atrasados --o estado de São Paulo é governado pelo PSDB desde 1995. França, do PSB, era o vice do tucano Geraldo Alckmin e assumiu o cargo em abril passado.

A linha 4-amarela consta dos primeiros projetos do Metrô, desenhada antes mesmo da fundação da companhia. O primeiro a anunciar a sua construção foi o ex-governador Mário Covas (PSDB), em 1995.

Leia mais: Justiça nega recurso para derrubar liminar que impede pagamentos para obra da linha 4 do metrô

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/10/apos-novo-atraso-metro-promete-estacao-sp-morumbi-para-este-mes.shtml



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter


Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 23 de outubro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária