Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Preços do aço e do minério de ferro despencam na China

07/04/2017 - EXTRA

Os contratos futuros do aço no mercado chinês caíram 5 por cento nesta sexta-feira, na queda mais acentuada em um só dia em dois meses, arrastando também os preços do minério de ferro e do carvão de coque, com os investidores preocupados com o aumento da oferta de aço e demanda lenta.

A queda acentuada nos futuros de aço tem limitado o interesse de compra no mercado físico, disseram comerciantes, com as pessoas mais cautelosas até que os preços se consolidem.

O vergalhão de aço mais ativo da Bolsa de Futuros de Xangai fechou em queda de 4,9 por cento em 3.038 iuanes (440 dólares) por tonelada, na sua queda mais acentuada desde 3 de fevereiro.

"A súbita queda nos preços futuros está afetando o interesse de compra no mercado físico", disse um comerciante em Xangai.

A produção média diária de aço bruto na China, a maior produtor global, recuperou-se para 1,75 milhão de toneladas entre 11 e 20 de março, ante 1,6 milhão de toneladas nos primeiros dez dias do mês passado, segundo estimativas da associação do setor da China.

Em meio à crescente oferta e à demanda mais lenta do que o esperado, "os consumidores finais não querem manter estoques" com preços voláteis, disse Richard Lu, da consultoria CRU.

O minério de ferro para entrega em setembro na bolsa de Dalian fechou em baixa de 7 por cento, a 525,50 iuanes por tonelada, depois de cair mais cedo por seu limite de 8 por cento.

O carvão de coque de Dalian também foi atingido pelas vendas, caindo 3,9 por cento, para 1.283,50 iuanes por tonelada.

O minério de ferro para entrega imediata na China caiu quase 7 por cento nesta sexta-feira, para 75,45 dólares por tonelada, de acordo com Metal Bulletin.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
China já investiu R$ 60 bi na compra de empresas no Brasil desde 2015
China projeta “trem voador” para alcançar 4.000 km/h
Capital estrangeiro ganha espaço em infraestrutura



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, sexta-feira, 22 de setembro de 2017
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária