Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Prefeitura de Três Lagoas quer acordo com DNIT e ALL para assumir Estação Ferroviária

07/04/2017 - Capital News

Alvo de ação do Ministério Público Federal (MPF) por abandono de 14 estações ferroviárias entre Três Lagoas e Água Clara, a Rumo América Latina Logística (ALL) recebeu nesta quarta-feira (5) uma proposta de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e a Prefeitura de Três Lagoas, que tem a intenção de assumir a gestão da estação do município.

Em reunião no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) em Brasília, nesta quarta-feira (5), com o diretor de infraestrutura ferroviária Charles Magno Nogueira Beniz e com o diretor do DNIT/MS, Thiago CarimBacker, o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, oficializou interesse em assumir a responsabilidade pela Estação Ferroviária que, atualmente, se encontra abandonada.

A proposta de Guerreiro é um acordo envolvendo a Prefeitura, o DNIT e a Rumo ALL, onde a Administração Municipal assume o prédio, provisoriamente, faz as adequações e, em contrapartida, a Rumo ALL se empenha em reformar ou ampliar uma creche ou um posto de saúde dentro do mesmo valor que gastaria para reformar a estação ou pagar a multa.

“Essa é uma boa saída, pois conseguimos dar uma utilidade ao prédio da Estação Ferroviária, que é ponto de concentração de pessoas em situação de rua e muito lixo, que pode atrair bichos e doenças, e em contrapartida uma unidade escolar ou de saúde recebe melhorias, algo que também estamos precisando”, explicou Angelo Guerreiro.

O diretor do DNIT, Charles Beniz, disse que não tem nenhuma objeção sobre a cedência da área para Prefeitura, mas que depende de como será tratado o contrato vigente com a Rumo América Latina Logística (ALL). “Não podemos passar por cima disso e por isso qualquer movimentação a respeito desse assunto tem que envolver a empresa”, explicou o diretor acrescentando que o DNIT também não pode fazer manutenção na área porque tem uma empresa responsável.

Conforme o diretor, o órgão está fazendo o levantamento para saber qual o valor da multa que será aplicada contra a Rumo ALL por deixar o local abandonado. “Outra opção é a empresa reformar o patrimônio e deixar do jeito que estava antes de adentrar o prédio, ou seja, em boas condições conforme consta no contrato”, ressaltou.

Charles Magno gostou da proposta feita por Guerreiro e disse que consultará a empresa para ver a possibilidade da cedência provisória do local. Além disso, deixou claro que o levantamento sobre o assunto deve ficar pronto até o final desse mês ou início do próximo.

No último sábado (1º), o prefeito, funcionários públicos, 15 detentos na unidade penitenciária de regime semiaberto do município e militares do 5º Grupamento de Bombeiros realizaram um mutirão para limpeza da estação. A reunião, conforme Guerreiro, foi positiva e acredita que a possibilidade de sair um acordo para que a Prefeitura possa assumir o prédio é grande.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
MPF abre inquérito para investigar aumento da passagem da Trensurb
MPF contesta 'socorro' do governo para concessionárias de rodovias
MPF recomenda à ANTT que anule audiências sobre construção de ferrovia



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária