Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Soja e minério de ferro ajudam país a ter saldo positivo em contas externas

25/04/2017 - EBC Agência Brasil

As exportações de soja e de minério de ferro estão ajudando o país a registrar saldo positivo na conta de transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com o mundo.

Em março, foi registrado o primeiro saldo positivo (US$ 1,397 bilhão) neste mês, desde 2007, e a expectativa do Banco Central (BC) é que o país volte a obter superávit este mês. A estimativa do BC é que o superávit em transações correntes fique em US$ 1,4 bilhão, em abril.

O resultado de março surpreendeu o BC, que projetava déficit de US$ 1,5 bilhão. “O que responde por essa diferença é fundamentalmente o desempenho da balança comercial. Tivemos um superávit da balança comercial bastante significativo no mês”, disse o chefe do Departamento Econômico do banco, Tulio Maciel.

Em março, o superávit comercial chegou a US$ 6,935 bilhões e acumulou US$ 13,816 bilhões no primeiro trimestre, contra US$ 4,241 bilhões e US$ 7,766 bilhões, nos mesmos períodos de 2016.

De acordo com Maciel, as exportações de soja cresceram 16% em março e 40% no primeiro trimestre. “O minério de ferro tem sido destaque também”, acrescentou. Ele disse que os preços do minério de ferro estão em alta, o que aumenta o valor das exportações brasileiras. No total, acrescentou, os preços das exportações estão crescendo acima de 20%. De acordo com Maciel, o volume exportado também cresce, mas em ritmo menor: 1,5%, no primeiro trimestre deste ano contra igual período de 2016.

Segundo Maciel, os dados parciais das exportações deste mês indicam que o país voltará a registrar superávit nas contas externas. Em abril, até a terceira semana, o superávit comercial está em US$ 5,2 bilhões, superando o resultado de todo o mês em 2016 (US$ 4,9 bilhões).

Apesar do resultado positivo em março, no acumulado do ano, as transações correntes registram déficit de US$ 4,624 bilhões, no primeiro trimestre. Tulio Maciel destacou, porém, que a entrada de investimento direto no país (IDP), recursos que vão para o setor produtivo da economia, supera o saldo negativo. Em março, o IDP chegou a US$ 7,109 bilhões e, no primeiro trimestre, a US$ 23,943 bilhões.

Maciel lembra que o IDP é a melhor forma de financiar o déficit nas contas externas porque é um recurso que se incorpora à atividade produtiva do país e permanece por período longo, gerando renda e impostos.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
Soja segue exemplo do café e não vai além da exportação de grão
Rio Tinto eleva embarques de minério de ferro no caminho certo para meta anual
USDA confirma produção recorde de soja nos EUA



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, domingo, 22 de outubro de 2017
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária