Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Empresa estuda retomar ferrovia em Panorama

16/08/2017 - O Imparcial

A Rumo/ALL informou que pretende antecipar a concessão e retomar um trecho ferroviário que abrangerá o oeste paulista, em uma rota de 350 km no município de Panorama. Entre os ramais que devem voltar a ser utilizados no transporte regular de cargas está a ligação ferroviária Bauru-Tupã-Panorama, mas o projeto não abrangerá a região de Presidente Prudente, pertencente à Malha Sul.

“A proposta tem apoio de prefeituras da região, empresários, lideranças políticas regionais, além do governo do Estado de São Paulo e do Ministério Público Federal em Marília [SP]”, pontua a concessionária. Ainda segundo a empresa, o estudo vem sendo discutido com prefeitos de toda a região e houve um consenso e apoio à prorrogação para tornar viável o investimento de cerca de R$ 5 bilhões.

O projeto prevê a reconstrução de trechos da ferrovia implantados há mais de 50 anos e as obras devem proporcionar também aumento da capacidade da linha-tronco da via, utilizada no transporte de cargas até o Porto de Santos. “Ele funcionará como a principal porta de entrada e saída de mercadorias do país, beneficiando os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e, principalmente, São Paulo”, explica a Rumo.

Na última semana, os vereadores de Presidente Venceslau aprovaram, por unanimidade, uma moção de apoio à proposta de renovação antecipada do contrato de concessão de Malha Ferroviária Paulista. O autor da moção, vereador Luiz Gustavo Freire (PV), explica que a ideia surgiu após reunião em Dracena com autoridades políticas da região e representantes da empresa Rumo/ALL. Na ocasião, segundo ele, foi apresentado o plano de investimento para a ferrovia e exposto o potencial da região em gerar carga para ser transportada.

“Ou seja, fará com que oeste paulista entre na rota do desenvolvimento com a possibilidade de reduzir custos de transporte, favorecendo a exportação dos nossos produtos”, considera o parlamentar. Ainda de acordo com ele, para que isso se concretize, é necessário que a renovação do contrato de concessão ocorra de forma antecipada, para gerar segurança financeira ao investimento proposto, que é estimado em R$ 5 bilhões até 2023.

 

 

Panorama

 

De acordo com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Panorama, o município será um dos beneficiados pela renovação paulista, pois conta com o porto, que poderá ser explorado e gerará empregos e mais renda para a municipalidade. “Esperamos ansiosos pela concretização deste sonho, pois Panorama passará por uma mudança que a recolocará definitivamente nos trilhos do desenvolvimento”, ressalta.

Os investimentos devem ser implantados nos próximos seis anos e serão saldados no longo prazo. Por isso, está em andamento a negociação com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), que possibilita a antecipação da segunda fase da concessão, isto é, viabiliza a majoração de 30 anos ao prazo previsto contratualmente. “A Rumo propõe a reativação de ramais ferroviários a partir das próprias demandas regionais. A expectativa dos participantes é que a renovação da concessão da Malha Paulista seja assinada ainda em 2017, permitindo que os investimentos comecem já no ano que vem”, acrescenta a assessoria da Prefeitura.

 

Malha Sul

 

O diretor de comunicação da UEPP (União das Entidades de Presidente Prudente e Região), Marco Antonio Goulart, afirma que a entidade recorre junto ao governo estadual em busca de investimentos para a Malha Sul, que compreende Presidente Prudente, visto que a atual situação da ferrovia é de “abandono e carece de mais investimentos”.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
VLI promove Semana do Meio Ambiente em municípios do trecho da Ferrovia Norte Sul
Paranaguá elevou embarques apesar de protestos, com ferrovia e capacidade, diz porto
A quantas anda o projeto da nova ferrovia entre Paranaguá e Mato Grosso do Sul?



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, segunda-feira, 18 de junho de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária