Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Em São Paulo, Dias discute retomada de obras da Ferrovia Transnordestina

03/10/2017 - Governo do Estado do Piauí

O governador Wellington Dias esteve em audiência, na tarde desta terça (03), na sede da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), onde discutiu, junto ao presidente da empresa Transnordestina, Sérgio Leite, a retomada das obras da Ferrovia Transnordestina e outros entendimentos que objetivam a conclusão da obra.

De acordo com Dias, já está pronto o relatório que faltava para que o Conselho Interministerial pudesse autorizar as condições, junto ao Tribunal de Contas da União, para a retomada das obras da ferrovia. “Essa obra é importantíssima. Ela já possui uma parte concluída no Piauí, que passa pelo município de Trindade, em direção a Pernambuco, passando por Paulistana, Jacobina do Piauí e seguindo em direção a Eliseu Martins”, explica o governador.

Outra boa notícia é a aprovação do estudo de viabilidade técnico, econômico e ambiental da obra, viabilizando o prosseguimento da obra. “Já temos parceiros da iniciativa privada que devem se somar em condições de seguir com a obra. Por outro lado, o Piauí é o estado onde as obras estão mais adiantadas. Nossa expectativa é de que os trabalhos sejam retomados até o final deste ano, o que significa a geração de emprego e renda”, pontua o chefe do executivo piauiense.

A conclusão da Ferrovia Transnordestina é de fundamental importância para o desenvolvimento da região nordeste, dando vazão a produção de minério, grãos, madeira, principalmente entre os municípios da região dos cerrados, do semiárido.

O transporte ferroviário permite o transporte de cargas a um custo mais barato. Quando concluída, a obra integrará uma importante rota de escoamento da produção, interligando-se aos portos de Pecem, no Ceará, e de Suape em Recife, Pernambuco.

O projeto de construção da Transnordestina revê 1.753 quilômetros de ferrovia, beneficiando 81 municípios – 18 no Piauí, 28 no Ceará e 35 em Pernambuco. São 395 km de ferrovia em território piauiense.

A estimativa é de que a obra receba, durante todo o ano de 2017, investimentos que giram em torno de R$ 560 milhões, oriundos da União e da iniciativa privada. A ferrovia tem estimativa de conclusão para o ano de 2019.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
Com greve, linhas de metrô em São Paulo têm operação parcial
MP firma TAC com concessionária para obras na ferrovia que cruza a Serra do Mar
Indios cobram compensações ambientais em nova ferrovia em MT



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 23 de janeiro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária