Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Governo publica edital da Ferrogrão e lance mínimo será de 1 centavo

31/10/2017 - O GLOBO

O governo federal divulgou, nesta terça-feira, a minuta do edital para a concessão da ferrovia Ferrogrão, que vai ligar Sinop (MT) a Miritituba (PA). A concessão será de 65 anos e vencerá o leilão quem pagar o maior valor ao governo. O lance mínimo será de R$ 1 centavo.

O documento foi colocado em consulta pública e os planos da equipe envolvida na elaboração do documento é recolher contribuições dos interessados, buscar um sinal verde do Tribunal de Contas da União (TCU) e licitar o projeto no próximo ano.

Após marcar para fevereiro de 2018 o leilão da Norte-Sul, a divulgação do edital da Ferrogrão é mais um passo do governo na tentativa de fazer deslanchar as concessões de ferrovias. Os leilões desse modal são considerados pelo próprio governo a etapa mais desafiadora do programa de concessões em infraestrutura — as tentativas anteriores nesse sentido esbarraram em críticas do mercado e falta de interessados.

A Ferrogrão tem uma extensão de 1.142 quilômetros. Ela vai conectar a região produtora de grãos do Centro-Oeste ao Pará, desembocando no Porto de Miritituba, permitindo o embarque das cargas para os mercados compradores internacionais. Os estudos do governo apontam que, em 2020, a demanda total de carga alocada no empreendimento será de 25 milhões de toneladas.

Como nada do empreendimento foi feito até agora, o governo oferecerá vantagens aos investidores que toparem construir e operar a ferrovia. O contrato de concessão será 65 anos, prazo contratual bem maior do que as demais concessões.

Os investimentos previstos com o projeto são estimados em R$ 12,6 bilhões, incluindo terraplenagem, superestrutura ferroviária, obras complementares, compensação socioambiental, desapropriação, sistemas de sinalização ferroviária e energia, equipamentos, oficinas e instalações, canteiro de obras, engenharia e material rodante.

Durante o período de concessão, o governo estima em cerca de 14,7 bilhões de reais a soma total das receitas a serem obtidas pelo concessionário. O cálculo tem como base números de 2015. As receitas viriam da cobrança de tarifas como transporte, direito de passagem e tráfego mútuo, além da exploração de receitas extraordinárias.

 

Leia também: MT busca R$ 1,5 bi com concessão de rodovias



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
TCU recomenda paralisação de 11 obras de infraestrutura
ANTT publica documentos para concessão da Ferrogrão
MT busca R$ 1,5 bi com concessão de rodovias



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, sábado, 25 de novembro de 2017
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária