Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Contrato para construção de nova estação de trem em Francisco Morato é assinado

16/11/2017 - G1

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou nesta quinta-feira (16) contrato para construção da nova estação Francisco Morato, da Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Segundo o governo, a nova estação terá 6 mil m² de área construída e três plataformas de embarque e desembarque.

Segundo a assessoria do Palácio dos Bandeirantes, a previsão do consórcio Spavias-Telar, responsável pela obra e pela operação da linha, é que a construção comece ainda neste ano e que a estação fique pronta em até 36 meses.

O governador afirmou que o Estado investiu R$ 114 milhões na obra, e que repassou mais R$ 1,3 milhão para a Prefeitura da cidade construir escadas rolantes do terminal de ônibus, que é integrado com a estação.

Segundo o governo, a Linha 7-Rubi é a mais extensa da CPTM, com 60,5 km (entre a Estação Luz até Jundiaí). O maior trecho, de 39 quilômetros, liga a Luz a Francisco Morato. Por ele, circulam cerca de 39 mil passageiros todos os dias. O outro percurso de 21,5 quilômetros, de Francisco Morato a Jundiaí, transporta uma média diária de 30 mil passageiros.

 

Leia também: Expresso da Linha 10-Turquesa terá horário de funcionamento ampliado



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
Governo de SP quer estender CPTM até Campinas
CPTM vai fazer concessão de área de antiga estação em São Paulo
CPTM tem elevadores quebrados há mais de seis meses no Grajaú



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quinta-feira, 20 de setembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária