Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Trem movido a célula de combustível de hidrogênio da Alstom vence o Prêmio GreenTec Mobility 2018

09/05/2018 - Alstom

O Coradia iLint da Alstom, primeiro trem regional movido a célula de combustível de hidrogênio do mundo, venceu o Prêmio GreenTec Mobility 2018 na categoria Mobilidade por Schaeffler. A Alstom recebeu oficialmente o prêmio em sua maior unidade de produção, localizada em Salzgitter, Alemanha, durante uma cerimônia que precede o gala GreenTec Awards, que será realizado em Munique no dia 13 de maio.

“Estamos extremamente satisfeitos por ganhar esse prêmio. Com o Coradia iLint, a Alstom é a primeira fabricante ferroviária do mundo a fabricar uma tecnologia totalmente livre de emissões pronta para produção em série”, afirmou Jörg Nikutta, Diretor Geral da Alstom para Alemanha e Áustria. “Na verdade, conseguimos mais do que isso: um conceito de mobilidade inovador que é sustentável e competitivo, e que inclui não apenas os trens e serviços, mas também a infraestrutura necessária para abastecê-los”.

O Coradia iLint é um trem regional completamente livre de emissões que oferece uma alternativa aos trens a diesel para operação em linhas ferroviárias não eletrificadas, que atualmente representam mais de 40% da rede ferroviária na Alemanha. Alimentado por uma célula de combustível na qual o hidrogênio é convertido em energia elétrica, o Coradia iLint emite apenas vapor e condensado de água. O trem entrará em serviço regular na rota Cuxhaven-Bremervörde em 2018.

Na presença do precursor do Prêmio GreenTec, Sven Krüger, os membros do júri, Professor Tim Hosenfeldt, Diretor do Centro de Inovação da Schaeffler, e Dr. Joachim Damasky, Diretor Executivo da Associação da Indústria Automotiva da Alemanha, entregaram o certificado do prêmio para a Alstom. Também estiveram presentes na cerimônia representantes da TÜV NORD e da NOW (Organização Nacional de Tecnologia de Hidrogênio e Célula de Combustível), como parceiros do Prêmio GreenTec.

“A tecnologia de hidrogênio mostra novas formas de mobilidade livre de CO2 em uma cadeia de energia sustentável e não fossilizada, especialmente em áreas como engenharia ferroviária e transporte de mercadorias pesadas. A Alstom coloca isso em prática de maneira impressionante com o trem de hidrogênio Coradia iLint", afirmou o Professor Hosenfeldt.

"Nosso setor está caminhando para soluções de mobilidade sustentável. O exemplo do Coradia iLint mostra que nossas possibilidades são múltiplas!” destacou o Dr. Damasky.

"As células de combustível são uma tecnologia promissora para o desenvolvimento de sistemas alternativos de condução na tecnologia ferroviária. O projeto Coradia iLint da Alstom é uma boa opção para uma mobilidade verde voltada para o futuro", afirmou Silvio Konrad, Diretor Executivo da TÜV NORD Systems.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
Passeio experimental no trem Maria Fumaça emociona passageiros no Alto Tietê
Vagões de trem voltam aos trilhos para restauro após 17 anos de abandono
Antiga ferrovia pode virar extensão do VLT ou receber trem turístico ligando o litoral de SP ao Vale



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, sexta-feira, 17 de agosto de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária