Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Trem movido a célula de combustível de hidrogênio da Alstom vence o Prêmio GreenTec Mobility 2018

09/05/2018 - Alstom

O Coradia iLint da Alstom, primeiro trem regional movido a célula de combustível de hidrogênio do mundo, venceu o Prêmio GreenTec Mobility 2018 na categoria Mobilidade por Schaeffler. A Alstom recebeu oficialmente o prêmio em sua maior unidade de produção, localizada em Salzgitter, Alemanha, durante uma cerimônia que precede o gala GreenTec Awards, que será realizado em Munique no dia 13 de maio.

“Estamos extremamente satisfeitos por ganhar esse prêmio. Com o Coradia iLint, a Alstom é a primeira fabricante ferroviária do mundo a fabricar uma tecnologia totalmente livre de emissões pronta para produção em série”, afirmou Jörg Nikutta, Diretor Geral da Alstom para Alemanha e Áustria. “Na verdade, conseguimos mais do que isso: um conceito de mobilidade inovador que é sustentável e competitivo, e que inclui não apenas os trens e serviços, mas também a infraestrutura necessária para abastecê-los”.

O Coradia iLint é um trem regional completamente livre de emissões que oferece uma alternativa aos trens a diesel para operação em linhas ferroviárias não eletrificadas, que atualmente representam mais de 40% da rede ferroviária na Alemanha. Alimentado por uma célula de combustível na qual o hidrogênio é convertido em energia elétrica, o Coradia iLint emite apenas vapor e condensado de água. O trem entrará em serviço regular na rota Cuxhaven-Bremervörde em 2018.

Na presença do precursor do Prêmio GreenTec, Sven Krüger, os membros do júri, Professor Tim Hosenfeldt, Diretor do Centro de Inovação da Schaeffler, e Dr. Joachim Damasky, Diretor Executivo da Associação da Indústria Automotiva da Alemanha, entregaram o certificado do prêmio para a Alstom. Também estiveram presentes na cerimônia representantes da TÜV NORD e da NOW (Organização Nacional de Tecnologia de Hidrogênio e Célula de Combustível), como parceiros do Prêmio GreenTec.

“A tecnologia de hidrogênio mostra novas formas de mobilidade livre de CO2 em uma cadeia de energia sustentável e não fossilizada, especialmente em áreas como engenharia ferroviária e transporte de mercadorias pesadas. A Alstom coloca isso em prática de maneira impressionante com o trem de hidrogênio Coradia iLint", afirmou o Professor Hosenfeldt.

"Nosso setor está caminhando para soluções de mobilidade sustentável. O exemplo do Coradia iLint mostra que nossas possibilidades são múltiplas!” destacou o Dr. Damasky.

"As células de combustível são uma tecnologia promissora para o desenvolvimento de sistemas alternativos de condução na tecnologia ferroviária. O projeto Coradia iLint da Alstom é uma boa opção para uma mobilidade verde voltada para o futuro", afirmou Silvio Konrad, Diretor Executivo da TÜV NORD Systems.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
Trem Intercidades só é viável até Campinas, afirma Rumo
Novo entrave atrasa plano de trem para ligar região de Campinas a São Paulo
CPTM entrega 19º trem da série 9500



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 16 de outubro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária