Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Centro Cultural comemora 110 anos da antiga Estação Ferroviária de Nogueira

08/06/2018 - Diário de Petrópolis

Símbolo de progresso na época, no próximo domingo, 10 de junho, a antiga Estação Ferroviária de Nogueira – hoje transformada em Centro Cultural – completa 110 anos de sua inauguração. Para comemorar, uma série de atrações culturais estão programadas para este fim de semana. Haverá apresentação da Orquestra da Escola Municipal Nilton São Tiago, abertura da exposição “Coleções Criam Conexões”, show com a dupla Pablo & Bernardo e Biosfera Cultural, uma feira com produtos locais, além de atividades para toda família, com exposição de carros antigos, aulões de yoga, ginástica, entre outras.

“É muito importante que a gente comemore nossa história, nossas raízes. A antiga estação ferroviária mudou a vida dos moradores daquela região. É um orgulho termos, hoje, aquele local como um Centro Cultural. É um patrimônio de todos”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

A comemoração começa já no sábado (09.06), a partir de 10h, com a abertura da feira, com venda de artesanato, plantas e produtos gastronômicos. E durante todo o dia haverá atividades para o público infantil, aulão de ginástica, atrações musicais, com destaque para a dupla Pablo & Bernardo, 19h, e a abertura da exposição. Já no domingo, a feira também abre no mesmo horário. Até 14h o público ainda vai poder contar com uma exposição de carros antigos e de 10h às 11h haverá aulão de yoga. O dia ainda vai contar com roda de conversa com Dueto Astrologia – Sinastria; Roda de cacuriá, coco e ciranda; e teatro circense.

 “Nogueira é um lugar especial, e falo como moradora há 16 anos. O nosso Centro Cultural, antiga Estação, é o coração do nosso bairro. Aqui, todos os dias, passam os moradores mais antigos, jovens estudantes, turistas e familiares de ex-ferroviários. Preservar este lugar é respeitar a nossa própria história, a história do nosso bairro e da nossa cidade. Em 1908 começava a operar a Estação Ferroviária de Nogueira. Naquele dia, neste mesmo local, foi dado o primeiro passo para a existência deste lugar, começou a ser escrita a história da vida dos que aqui viveram, dos que aqui vivem, daqueles que aqui ainda vão viver e também dos que fizeram sua vida nas linhas daquela ferrovia”, explica Renata Bernardo, Supervisora do Centro Cultural Estação Nogueira.

Nascido da Fazenda Nogueira, o bairro de Nogueira inaugurava sua estação ferroviária em 10 de junho de 1908, entre Itaipava e Cascatinha. Instalada na linha da Leopoldina Railway, antiga Estrada de Ferro Príncipe do Grão-Pará, a estação era utilizada para o transporte de passageiros que moravam no interior e para o transporte de cargas como café, legumes, gado, verduras, entre outros. Operavam nela agentes, auxiliares, cabineiros, guarda-chaves, e diversos trabalhadores. A chegada da estação ajudou a desenvolver a região. Quando o trem ainda não passava por Juiz de Fora, Petrópolis era rota para Minas Gerais enviar sua produção de café para o Rio de Janeiro, que exportava os produtos. A última viagem aconteceu em maio de 1964.

Atualmente no lugar funciona uma biblioteca, um mini-museu ferroviário e também são realizadas exposições. A Praça de Nogueira, em frente ao Centro Cultural, conta com a locomotiva "Baroneza II", fabricada no Século XIX, considerada uma das mais antigas do Brasil.

 

Biofeira Cultural

 

Moradores de Nogueira e turistas poderão conferir atividades culturais e venda de produtos caseiros na Biofeira Cultural que vai ocorrer no sábado (09) e domingo (10) em Nogueira, a partir das 10h, na praça Central do bairro. A edição especial contará ainda com atividades infantis e música ao vivo. A iniciativa é da Associação Pró-turismo de Nogueira (Proturno) e conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Petrópolis e Instituto Municipal de Cultura e Turismo de Petrópolis.

“Esse é mais um evento que busca evidenciar a produção agrícola do município. Muitas famílias vivem da produção e esse tipo de feira ajuda no movimento financeiro. O mais importante é ver uma associação atuante que busca a melhor forma para mostrar tudo o que a região tem a oferecer para os turistas”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Segundo Carolina Xavier, da comissão organizadora da Biofeira Cultural de Nogueira, a expectativa é de duas mil pessoas prestigiem o evento nos dois dias de feira. “Serão em torno de 20 expositores de artesanato, plantas e gastronomia. Teremos música ao vivo, atividades infantis, aula de yoga e muito mais. Estamos muito animados com mais essa edição da Biofeira Cultural.

Os expositores já confirmados venderão produtos diversos como geleia caseira, croissant, pão de batata, palito de chocolate, palha italiana pudim, queijadinha, bolos caseiros, sorvete artesanal, suco naturais feito, queijos, manteigas e chutneys.

 

Confira a programação:

9/06 - Sábado

10h - Abertura da feira de produtos locais e artesanais

10h - 17h: Atividades para o público infantil

10h - 12h: Aulão academia ATP

12h - Entrega de carro sorteado pela LOTERJ

13h - Apresentação da orquestra da E.M. Milton São Tiago

14h-16h - Música ao vivo

17h-18h30 - Inauguração da exposição "coleções criam conexões" no museu do trem

19h - Apresentação musical pelos 110 anos da estação Nogueira

10/06 - Domingo

10h - Abertura da feira de produtos locais e artesanais

10h - 17h - Atividades para o público infantil

10h - 14h - exposição de carros antigos

10h - 11h - Aula de yoga na praça

11h - 12h - Roda de conversa com Dueto Astrologia - Sinastria: a compatibilidade das relações na visão da astrologia

13h30 – 14h30 - Roda de cacuriá, coco e ciranda - Arte de Brincantes.

15h30 – 16h30 - Teatro circense andança

 

- Fonte: http://diariodepetropolis.com.br/integra/centro-cultural-comemora-110-anos-da-antiga-estacao-ferroviaria-de-nogueira-150968


 



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do site Revista Ferroviária.

 Notícias Relacionadas
ENTREVISTA: Por falta de investimentos, indústria ferroviária encolhe no Brasil
Estação Tamanduateí recebe exposição sobre história da ferrovia paulista
Revista Ferroviária digital: edição Maio/Junho disponível no site



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quarta-feira, 20 de junho de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária