Leasing de vagões deve aumentar

Operadoras investem em melhoria da malha e adotam a locação para o aumento da frota. O setor ferroviário experimenta uma nova tendência no Brasil: o leasing de vagões. Hoje, a frota de equipamentos alugados é de 3,5 mil unidades, a expectativa da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), é que em 2012, chegue a 7 mil vagões locados no País.


O presidente da Abifer, Luís Cesário Amaro da Silveira, disse que esse mercado tende a crescer em função dos investimentos das concessionárias de ferrovias. “As empresas voltaram os investimentos para a melhoria da malha e muitas delas usam a locação para aumento da frota”, afirmou Silveira.


Hoje, no País existem duas companhias especializadas em aluguel de vagões ferroviários, a Ferrolease e a MRC, subsidiária da japonesa Mitsui. A divisão de leasing de equipamentos para ferrovias da Mitsui anunciou investimentos de US$ 200 milhões durante o período de três anos no Brasil para expandir sua frota de locomotivas e vagões para o transporte de cargas a granel à medida que a demanda por soja aumenta. A MRC se concentrará em rotas localizadas entre as regiões produtoras de soja do estado do Mato Grosso e os portos localizados no Atlântico.


Além da encomenda da MRC, a Ferrolease também comprou outros 85 vagões tanques da fabricante Amsted Maxion. O valor do investimento foi de R$ 10 milhões. O presidente da empresa, Estefano Vaine Junior, afirmou que os equipamentos devem ser locados já este ano. “Negociamos com três empresas que realizam o transporte de combustível e óleo vegetal. Esses 85 vagões podem até ser locados por uma única companhia”, disse. Vaine afirmou que a Ferrolease tem uma frota alugada de 146 vagões, sendo 100 do tipo graneleiro, utilizados no Centro-Oeste brasileiro.


O leasing, segundo Vaine, é uma prática que cresce pois geralmente são os clientes das ferrovias que locam os vagões. “Eles obtêm desconto no frete e isso é repassado para as locadoras”, afirmou o executivo. Vaine explicou que os contratos são realizados por cinco anos e a Ferrolease é responsável por toda a manutenção dos equipamentos locados. “Fazemos o leasing operacional. E isso é um atrativo para as empresas contratantes”.


O executivo estima que nos próximos cinco anos haverá no País, em função do crescimento das operadoras, uma elevação na demanda por vagões de 6% ao ano. “Cerca de 80% desse volume será alugado. É um mercado promissor”.


Para o diretor-executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça, o Brasil está apenas seguindo os passos de outros países. “Isso é uma prática comum nos Estados Unidos e na Europa. Os clientes das ferrovias participam do crescimento do setor com investimentos em ativos. Isso é uma forma de acelerar a expansão das operadoras”. Os Estados Unidos têm uma frota que totaliza 1,6 milhão de vagões locados.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Valor Econômico

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*