Vale investiu R$ 402,7 milhões no MA no 1T10

A mineradora Vale investiu US$ 225,8 milhões no setor de logística do Maranhão nos primeiros três meses deste ano. O recurso equivale a R$ 402,7 milhões, considerando a cotação da moeda norte-americana a R$ 1,782 (venda) na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), na tarde de ontem. Seguindo-se o mesmo parâmetro, verifica-se que o investimento no setor portuário, mais precisamente no Terminal Portuário Ponta da Madeira (TPPM) foi de R$ 174,9 milhões (US$ 98,1 milhões) no período em referência.


Neste sentido, o setor de ferrovias ficou com a maior fatia: R$ 221,5 milhões (US$ 124,4 milhões). Ainda em se tratando de logística, a mineradora aplicou em rebocadores R$ 6.033.852 no primeiro trimestre de 2010, equivalente a US$ 3,3 milhões.


Ainda em se tratando do setor de logística, em comparação com o primeiro trimestre de 2009 com o mesmo período deste ano, verifica-se uma queda nos investimentos em ferrovia. Foram US$ 151,7 milhões no ano passado contra US$ 124,3 milhões neste ano, diferença de 18,06 pontos percentuais.


Já no setor portuário houve crescimento nas aplicações de recursos, passando de US$ 73,3 milhões nos três primeiros meses de 2009 para US$ 98,1 milhões no mesmo período deste ano, o que representa uma diferença de 25,28 pontos percentuais.


Aplicações – Os dados foram divulgados pela própria mineradora, na semana passada. No geral, a Vale informou ter aplicado US$ 294,4 milhões no Maranhão no primeiro trimestre de 2010, sendo US$ 5,7 milhões em projetos socioambientais. O resultado global, entretanto, representa um crescimento de 3% em relação aos US$ 286,3 milhões investidos no mesmo período do ano passado.


Além dos projetos socioambientais, a Vale investiu no setor de pelotização US$ 13,2 milhões no primeiro trimestre deste ano. Neste quesito, convém observar que a Usina de Pelotização da Vale, localizada na região portuária do Itaqui, cessou as atividades no início de 2009 por causa da crise financeira mundial, que desaqueceu o setor. A usina voltou à ativa em março deste ano.


Outro destaque das aplicações da Vale no Maranhão é para o setor de energia. De janeiro a março deste ano foram investidos US$ 45,5 milhões, contra US$ 46,1 milhões no mesmo período do ano passado, diferença de 1,3 ponto percentual.


Cargas – Do ponto de vista operacional, o desempenho da Vale no primeiro trimestre deste ano foi melhor do que de janeiro a março de 2009. A logística portuária cresceu de 20,4 milhões de toneladas para 22,5 milhões de toneladas no período em referência (diferença de 3,11 pontos percentuais).


Neste contexto, os carregamentos de minério de ferro subiram de 19,6 milhões de toneladas para 21,8 milhões de toneladas no período em referência, alta de 10,09 pontos percentuais. No quesito carga geral também houve crescimento, passando de um volume de 730 mil toneladas de quilômetro útil (MTKU), para 736 MTKU, diferença de 0,81 pontos percentuais.


No setor ferroviário, mais precisamente sobre a Estrada de Ferro Carajás (EFC), no primeiro trimestre de 2010 foram movimentadas 23,8 milhões de toneladas (minério de ferro e carga geral), contra 21,5 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado.


A ferrovia transportou 22 milhões de toneladas de minério de ferro de janeiro a março deste ano, contra 20,8 milhões de toneladas do produto no mesmo período de 2009. Já no quesito carga geral, a EFC passou de 720 mil toneladas para 1,1 milhão de toneladas de 2009 para 2010, considerando o primeiro trimestre de cada ano em referência, alta de 52,77%.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: O Estado do Maranhão

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*