Polícia Federal prende ex-presidente da Valec

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira José Francisco das Neves, ex-presidente da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias, e mais três pessoas acusadas de fraude em licitações da Ferrovia Norte-Sul. Em apenas quatro inquéritos, a PF constatou sobrepreço de R$ 129 milhões nas obras da ferrovia entre Goiás e Tocantins.


A Revista Ferroviária apurou que a Polícia Federal está na sede da Valec, em Brasília, e interditou as salas onde funcionam a controladoria e a área de tecnologia da informação. Os policiais estão no local para investigar as acusações de superfaturamentos de obras.


Segundo a Polícia Federal, o objetivo da ação é cumprir quatro mandados de prisão temporária, sete mandados de condução coercitiva, 14 mandados de busca e apreensão e sequestro de 15 bens imóveis nos municípios de Goiânia (GO), Mundo Novo (GO), Uruaçu (GO), Inhumas (GO), Senador Canedo (GO), Orizona (GO), Paulínia (SP) e Campinas (SP).


Neves, conhecido como Juquinha, foi preso na casa em que mora no condomínio Alphaville, em Goiânia, perto do imóvel onde foi detido o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Na chamada Operação Trem Pagador, foram presos ainda a mulher, o filho e um sócio do executivo.


Juquinha comandou a Valec de 2003 a 2011, quando foi demitido em meio a denúncias de irregularidades que derrubaram a cúpula do Ministério dos Transportes.


A Operação Trem Pagador, iniciada em agosto de 2011,apura a autoria e materialidade dos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, em decorrência da possível ocultação e dissimulação da origem de dinheiro e bens imóveis, rurais e urbanos, adquiridos no próprio nome e de familiares, com recursos obtidos indevidamente durante a gestão do ex-dirigente.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: O Globo/RF

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*