Coronavírus: Fluxo de passageiros no Metrô, CPTM e EMTU cai 20% na Grande SP

O fluxo de passageiros nos trens do Metrô e da CPTM, e dos ônibus da EMTU caiu 20%, informou a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (SMT) do Estado de São Paulo nesta terça-feira (17).

A pasta destacou que este dado não deve ser encarado como um incentivo para o uso do transporte, pelo contrário: idosos devem evitar o uso de transporte público, e a população em geral é orientada a evitar aglomeração e horários de pico, higienizar as mãos, e cobrir a boca com o braço ao tossir e espirrar.

O G1 questionou a SPTrans se houve uma redução na quantidade de passageiros dos ônibus municipais da capital paulista, e obteve como resposta que ainda não é possível realizar um levantamento com números consolidados.

Nesta terça, o estado de São Paulo registrou o primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). A Secretária Estadual de Saúde afirma que 162 casos da doença em São Paulo já foram confirmados e pelo menos 154 pacientes infectados pelo Covid-19 estão na capital paulista.

Após aumento dos casos de coronavírus, a Prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio de veículos na cidade a partir desta terça por tempo indeterminado e um decreto de situação de emergência foi assinado.

A lentidão no trânsito segue abaixo do esperado desde segunda-feira (16), segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Medidas para os trens

O Metrô e a CPTM liberaram para home office todos os funcionários com idade igual ou superior a 70 anos e aqueles que retornaram de viagens a outros países. Os funcionários que trabalham em bilheteria dos trens foram orientados a utilizar luvas e terão álcool gel à disposição.

A higienização de trens e estações foi intensificada, assim como dos banheiros. Os passageiros têm recebido orientações pelos monitores de TV dos vagões e os lojistas nas estações foram orientados com dicas de higienização de seus espaços.

No domingo (15), a CPTM anunciou o cancelamento de todas as viagens do Expresso Turístico por tempo indeterminado como ação para conter a transmissão de coronavírus em São Paulo. O passeio parte todos os domingos da Estação da Luz, no Centro da cidade, rumo à histórica Vila de Paranapiacaba.

Medidas para os ônibus

De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), o rodízio municipal de veículos está suspenso na cidade para diminuir o fluxo de pessoas no transporte público e evitar a proliferação da doença.

“Não é a medida mais aconselhada do ponto de vista ambiental, mas estamos numa situação de emergência e precisamos diminuir o fluxo de passageiros nos trens, ônibus e metrôs da cidade, até o fim da expansão e do pico da doença, que pode durar até três
meses”, avaliou o prefeito.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/03/17/coronavirus-fluxo-de-passageiros-no-metro-cptm-e-emtu-cai-20percent-na-grande-sp.ghtml

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*