Vale conclui entrega de trilhos e dormentes para trecho 2 da Fiol

Os trilhos vieram da China com destino ao Porto de Salvador, na Bahia. Foto: Divulgação/Vale
Os trilhos vieram da China com destino ao Porto de Salvador, na Bahia. Foto: Divulgação/Vale

A Vale concluiu, em fevereiro deste ano, a entrega de 56,6 mil trilhos e 32 mil dormentes de concreto para a construção do trecho 2 (Caetité-Barreiras, na Bahia) da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), cujas obras estão sendo executadas pela Valec.

A compra dos materiais ficou sob responsabilidade da mineradora, em função do mecanismo de investimento cruzado firmado com o governo federal em troca da renovação antecipada do contrato de concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas. A construção do trecho de 383 km entre Mara Rosa (GO) e Água Boa (MT) da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), em execução pela Vale, também faz parte deste acordo.

Os trilhos vieram da China com destino ao Porto de Salvador, na Bahia. Foto: Divulgação/Vale

“Os trilhos foram trazidos da China com destino ao porto de Salvador, em outubro do ano passado, e da capital seguiram até os canteiros das obras da Fiol, no interior da Bahia, tendo sido entregues com cerca de quatro meses de antecedência à data acordada com o governo federal. E os dormentes foram produzidos no Brasil, em Goiás, de onde foram transferidos ao interior da Bahia”, disse a Vale em nota.

Os trilhos vieram da China com destino ao Porto de Salvador, na Bahia. Foto: Divulgação/Vale

1 Comentário

  1. Que maravilha de notícia nesse Brasilzão de meu-deus! Vangloriar-se com a compra de trilhos vindos da China, laaaaá do outro lado do planeta, feitos, logicamente, com o minério de ferro do Pará ou de Minas Gerais. Isso é de ENTRISTECER qualquer pessoa que tenha um pingo de consciência ambiental. Para se fazer uma tonelada de trilhos são necessárias três toneladas de minério de ótimo teor de ferro como é o nosso. Imaginem quanta poluição poderia ser economizada nessa brincadeira… Depois essa gente ainda vem dar uma de protetores do meio ambiente, é para esculachar mesmo!!… Onde isso fica mais barato, quando e onde?!! Só pode ser coisa de gente que nas minhas Minas Gerais (que, definitivamente, não são as desses caras…) damos o nome de TREM À TOA!!…

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*