Conexão Brasil-China

Thais Moretz: “Nosso papel é atualizar as empresas brasileiras” - Divulgação/Comexport
Thais Moretz: “Nosso papel é atualizar as empresas brasileiras” - Divulgação/Comexport

Comexport abre novo escritório em Xangai para facilitar negócios com o país asiático

A Comexport anunciou recentemente a abertura de um novo escritório, em Xangai, na China, para ampliar as atividades na região e criar facilidades para empresários brasileiros interessados em manter, expandir ou estabelecer novos negócios com o país asiático. Além disso, a empresa está realizando uma reestruturação dos seus serviços, visando atender às atuais regras de importação de produtos da China para o Brasil.

Essa reestruturação também passa pelo tipo de serviço oferecido pela empresa, que mudou em função da pandemia. “Antes, fazíamos uma agenda e acompanhávamos nossos clientes em visitas técnicas. Com a pandemia, muitos empresários brasileiros ficaram impossibilitados de tratar de negócios pessoalmente na China”, explica Roberto Milani, vice-presidente da Comexport. “Hoje, temos esse papel de representação, e de manter os processos de nossos clientes atualizados”, completa o executivo. Esse papel de representação envolve pesquisas e análises de fornecedores e produtos; inspeções e visitas técnicas in loco; e acompanhamento do embarque e inteligência pré-embarque de produtos e materiais em geral.

Você precisa ser assinante da Revista Ferroviária para ler este conteúdo. Por favor, faça o seu . Não é assinante? Assine aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*