Novos trens para o Metrô SP

Foto: Márcia Alves/Metrô SP

Edital para a compra de 44 composições está previsto para este ano; companhia promete trens automatizados

Após 10 anos de hiato na compra de trens, o Metrô de São Paulo, junto com a secretaria dos Transportes Metropolitanos do estado, anunciou que o edital de licitação para a aquisição de 44 novas composições deve ser lançado ainda este ano. Os trens estão previstos para operar na Linha 2-Verde – que está em obras de extensão até a Penha, com 8,4 km e oito estações – e também como reforço para as frotas das linhas 1-Azul e 3-Vermelha. Em audiência pública realizada no último dia 17 de março, o diretor de Operações da companhia, Milton Gioia, apresentou as especificações técnicas do projeto, que prevê trens totalmente automatizados, sem cabine nem condutor.

Gioia afirmou que o projeto pretende conferir mais eficiência à operação e uma melhor oferta do serviço aos usuários. Isso porque, segundo ele, os novos trens deverão ser mais confortáveis, eficientes e sustentáveis, possibilitando melhor desempenho com uma economia de até 10% no consumo de energia, menos necessidade de manutenção e redução no intervalo entre trens. Ele também contou que uma das novidades do projeto é a inclusão, em três das 44 composições, de um sistema de monitoramento para inspecionar e monitorar a via permanente. Outra novidade será a inclusão de tomadas USB nos carros – cada um com oito unidades de duas entradas.

Você precisa ser assinante da Revista Ferroviária para ler este conteúdo. Por favor, faça o seu . Não é assinante? Assine aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*