MRS assina novo contrato de concessão até 2056

Haverá desembolso de cerca de R$ 1 bilhão em conflitos urbanos, em 51 municípios, com a eliminação de passagens de nível (cruzamento de avenidas ou rodovias com as linhas férreas) e invasões de faixas de domínio — Foto: MRS/Divulgação
Haverá desembolso de cerca de R$ 1 bilhão em conflitos urbanos, em 51 municípios, com a eliminação de passagens de nível (cruzamento de avenidas ou rodovias com as linhas férreas) e invasões de faixas de domínio — Foto: MRS/Divulgação

Valor Econômico – A MRS Logística vai assinar nesta sexta-feira (29) a prorrogação de seu contrato de concessão da Malha Sudeste até 2056, informou a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A empresa administra 1.643 quilômetros de ferrovias em Minas Gerais, São Paulo e no Rio de Janeiro. Na prorrogação do contrato, que venceria em 2026 e foi estendido por mais 30 anos, houve um compromisso de investimentos de R$ 9,7 bilhões em modernização da malha e do material rodante (vagões e locomotivas).

Um dos principais desembolsos da concessionária ocorrerá na segregação das linhas de cargas e de passageiros, na região metropolitana de São Paulo, que hoje são divididas com a estatal paulista CPTM. A obra será fundamental para viabilizar o Trem Intercidades, que funcionará entre a capital e Campinas, um projeto do governo estadual.

Dentro desse pacote de desembolsos haverá cerca de R$ 1 bilhão em conflitos urbanos, em 51 municípios, com a eliminação de passagens de nível (cruzamento de avenidas ou rodovias com as linhas férreas) e invasões de faixas de domínio.

Outras concessionárias – Malha Sul (Rumo), Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM), Estrada de Ferro Carajás (EFC) – já assinaram a prorrogação de suas concessões.

Os processos começaram na gestão Dilma Rousseff, avançaram no governo Michel Temer e só estão sendo concluídos sob Jair Bolsonaro. Ainda está pendente a renovação do contrato da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA).

Fonte: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/07/28/mrs-assina-novo-contrato-de-concesso-at-2056.ghtml


1 Comentário

  1. Bom Dia!. Um detalhe há algo errado na matéria onde se refere-se que a Rumo Malha Sul já teve seu contrato de renovação antecipada assinado, não procede.! O processo ainda está em fase embrionária. As ações só irá começar DEPOIS do leilão da Nova Ferroeste, pois dependendo o resultado há rumores que até poderá ser Devolvida a Malha Sul (Principalmente no Estado do Rio Grande do Sul ex RFFSA SR-06)ao Governo Federal… Se os Senhores acompanharem de fato só estão operando o filé mignon da malha o restante trechos e mais trechos abandonados, invadidos faixa de domínio em resumo largados as traças. É nós os contribuintes com cara de palhaço haja visto a depreciação de um enorme Patrimônio ferroviário nacional.
    Att
    Paulo R.Stradiotto

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*