Metrô e VLT depende de apoio dos governos

O prefeito de Vitória, João Coser, disse ontem que sem o apoio dos governos federal e estadual não será possível implantar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), conhecido como metrô de superfície, na Região Metropolitana. Precisamos desse apoio. Até porque, como o próprio nome diz, é um transporte metropolitano. Então o gasto não pode ser de apenas uma prefeitura, destacou.


A vontade do prefeito em melhorar o caótico trânsito da cidade com o metrô de superfície ainda não encontrou receptividade no governo do Estado. Na última quarta-feira o vice-governador Ricardo Ferraço disse que não está nos planos do governo a construção de metrô. Temos um conjunto de providências importantes para resolver o problema do trânsito, e não admitimos essa hipótese, disse o vice-governador e secretário estadual de Obras e Transportes.


No entanto, ontem Ferraço disse que o governo não é contrário à adoção do metrô. Não posso descartar um projeto que ainda não conheço. Se a intenção é melhorar o trânsito, vamos analisar, afirma.


Segundo o secretário especial de Mobilidade Urbana de Vitória, Taurio Tessarolo, o custo de implementação do primeiro trecho do metrô, que vai começar no Terminal de Laranjeiras, na Serra, até o Terminal de Jardim América (que está em construção), está previsto em R$ 496 milhões.


Mas a intenção da prefeitura é investir um total de R$ 920 milhões, com as obras do Plano Diretor de Transporte e Mobilidade Urbana de Vitória, que incluem intervenções em diversas vias (incluindo ruas e avenidas que não irão receber o metrô), modernização da sinalização e otimização da rede de transportes. Queremos adotar um sistema de transporte sustentável, destaca Tessarolo.


A intenção do prefeito é apresentar o projeto ao governo do Estado, governo federal, prefeituras da Grande Vitória e empresários, em janeiro. Coser salienta que o metrô é uma opção que apresenta diversas vantagens como tempo reduzido de viagens, conforto, confiabilidade no sistema.


Já para o governo as propostas para melhorar o trânsito são a criação de faixas exclusivas para circulação de ônibus e construção de novas vias ligando a Grande Vitória.


O projeto do metrô da prefeitura


Plano. A implementação do metrô faz parte do Plano de Mobilidade Urbana de Vitória, que tem custo total de R$ 920 milhões


Metrô. Só com o metrô o gasto deve ser de R$ 496 milhões. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) será elétrico e ligará os municípios da Serra, Vitória, Vila Velha e Cariacica, percorrendo 30,6 quilômetros


Trens. O projeto prevê 48 trens, com duas composições, totalizando 96 vagões, cada um com capacidade para 400 passageiros


Início. A fase inicial contará com 20 trens, com capacidade para transportar 16 mil pessoas


Prazo. Se as prefeituras e os governos estadual e federal apoiarem, o projeto deve sair em dois anos. Outros três anos serão necessários para a execução da obra


Tempo. A expectativa é que a cada três minutos os passageiros possam embarcar. Depois da implantação de todas as etapas esse tempo deve cair para dois minutos


Avenidas. Dentro do pacote estão incluídas outras obras como reurbanização da Avenida Getúlio Vargas, ampliação da Serafim Derenzi, construção de ciclovias, mergulhões, túneis e estacionamentos


As três pedras no caminho no trilho do metrô


1. Verba


Ainda não se sabe de onde virá. A prefeitura diz que o metrô vai custar R$ 496 milhões – o pacote de obras tem valor total de R$ 920 milhões. Entretanto, há informações de que o custo pode ser bem maior, chegando a R$ 2 bi. A prefeitura quer buscar recursos após a aprovação de prefeituras e governos estadual e federal.


2. Política


O projeto esbarra na falta de apoio político. Na véspera do anúncio da prefeitura, o governo do Estado havia descartado a proposta. Nos bastidores, um dos argumentos do governo estadual é o de que nem os aliados do prefeito no go

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: A Gazeta (ES)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*