Aberta licitação de projetos de ferrovia em SC

O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) de Santa Catarina lançou, em 3 de abril, o edital de licitação dos projetos executivos de engenharia dos dois lotes da Ferrovia Litorânea. A obra de 235 quilômetros ligará as regiões norte e sul da costa catarinense e integrará todos os portos do estado: Itapoá, São Francisco do Sul, Navegantes, Itajaí e Imbituba. De acordo com o superintendente do órgão federal em SC, João José dos Santos, as propostas das licitantes serão abertas em 90 dias. “Em 120 a 150 dias deveremos ter as empresas vencedoras definidas”, declara. As escolhidas terão dois anos para concluir os trabalhos, avaliados em R$ 15 milhões – os recursos estão previstos no orçamento da União deste ano.


O superintendente João Santos acredita que os projetos possam ficar prontos em até um ano e meio, o que possibilitaria o começo da construção da Ferrovia Litorânea ainda em 2010 – a obra está estimada em R$ 945 milhões. Além de ligar os portos de SC, a ferrovia vai integrar a ferrovia Tereza Cristina, no sul do estado, ao Sistema Ferroviário Nacional, aumentar a competitividade dos pólos agroindustriais de Tubarão e Criciúma, e oferecer um novo modal de escoamento para os setores de carvão e cerâmica.


O planejamento da obra foi dividido em dois lotes. O primeiro deles vai de Imbituba até Tijucas, cidade da Grande Florianópolis, tem 120 quilômetros de extensão e projeto avaliado em R$ 7,8 milhões. O outro lote parte de Tijucas para chegar à junção com a linha férrea da América Latina Logística (ALL), que liga Mafra ao porto de São Francisco do Sul. Esse trecho terá 115 quilômetros e o seu estudo executivo custará R$ 6,9 milhões.


As empresas interessadas em participar da licitação devem entregar a documentação e as propostas até 21 de maio. O DNIT permite a participação em consórcio e que a mesma companhia dispute o contrato dos dois lotes. As vencedoras serão escolhidas com base no preço e na parte técnica, e caberá a elas definir o melhor trajeto dos trilhos, que será paralelo à rodovia BR-101.


Santos afirma que a Ferrovia Litorânea passará próxima a centros urbanos, mas evitará pontos de trânsito de automóveis. Ele admite que contornos serão necessários em locais mais populosos, como Balneário Camboriú e Florianópolis. “Na região da capital, a ferrovia seguirá o contorno rodoviário que está sendo estudado”, comenta o dirigente do DNIT-SC.


Na opinião dele, a construção da ferrovia deve levar em torno de quatro anos, caso tenha o mesmo ritmo de obras da duplicação do trecho sul da BR-101 em Santa Catarina. Assim que a Litorânea ficar pronta, o DNIT trabalha com a possibilidade de interligá-la ao Porto de Paranaguá (PR) através de um ramal ferroviário.


O departamento de SC também está estudando a proposta de outra grande obra, a Ferrovia Oeste-Leste, mais conhecida como Ferrovia do Frango porque facilitaria o escoamento de produtos do pólo de proteína animal que existe no oeste do estado, de empresas como a Sadia, Perdigão e Aurora. “Acredito que se busque uma licitação do projeto executivo ainda esse ano”, prevê o superintendente João Santos, que acha viável construir essa ferrovia ao mesmo tempo que a Ferrovia Litorânea.


Para este ano, Santa Catarina terá o início das obras de dois contornos ferroviários para desafogar o trânsito em cidades do litoral norte. Um deles será construído em São Francisco do Sul dentro de 60 dias, com previsão de término para 2009, e terá 8,4 quilômetros de extensão – até o momento, já foram emprenhados R$ 26,7 milhões, provenientes do Programa de Aceleramento do Crescimento (PAC).


O contorno ferroviário de Joinville, principal pólo econômico de SC, começará a ser construído em 90 dias e também deve ficar pronto em 2009. O investimento foi estimado em R$ 44,3 milhões e o governo federal já empenhou R$ 23 milhões através do PAC. Outro contorno está previsto para ser feito em Jaraguá do Sul, a partir do a

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: NetMarinha

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*