Londres a Birmingham em 30 minutos

A Inglaterra divulgará, nesta semana, um grande projeto que conectará suas principais cidades através dos trens de alta velocidade. Somente o trecho entre Londres e Birmingham custará US$ 45 bilhões, e o trajeto será feito em 30 minutos.


O plano pretende incluir trens que correrão a 360 kmh, com a estimativa de criar 12 mil empregos em todo o País. No começo, o foco principal era a construção da linha entre Londres e Birmingham, mas agora o secretário de transportes Lord Adonis resolveu ir além, expandindo o traçado para outras seis cidades.


A Inglaterra pretende colocar os trens japoneses da Hitachi, modelo Javelin, nas novas linhas, e espera ir de Birmingham até Manchester, estendendo posteriormente para East Midlands, Yorkshire, Newcastle, Edimburgo e Glasgow, estas duas últimas situadas na Escócia.


As obras começarão dentro de cinco anos, criando 10 mil empregos para construção civil e outras dois mil vagas para trabalhar na operação e manutenção dos trens e linhas.
Especialistas acreditam que o projeto possa criar ainda 30 mil empregos, conforme a malha ferroviária inglesa respira uma nova vida, principalmente nas regiões atingidas pela crise econômica mundial.


A rede de alta velocidade pode reduzir a divisão entre o norte e o sul da Inglaterra, florescer indústrias e negócios na região por onde os trens passarão e reduzir a dependência do país pelo tráfego aéreo.


O trem mais rápido da Inglaterra, hoje, é o Eurostar, que corre a 300 kmh, mas os engenheiros especialistas estão trabalhando para que os trens alcancem 360 kmh.


De acordo com fontes do setor ferroviário inglês, “a Grã-Bretanha voltará a ser líder em tecnologia de alta velocidade no mundo, desde a época que a ferrovia foi inventada, também pelos ingleses”.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: News of the World

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*