SuperVia: Caos gerado por sabotagem

Laudo de perícia técnica nos trens da SuperVia revela que a composição que sofreu pane na Estação Sampaio, dia 9 de fevereiro, foi alvo de sabotagem. O problema gerou revolta nos passageiros, que provocaram quebra-quebra em cinco paradas. No documento de 35 páginas a que O DIA teve acesso, engenheiros afirmam que as “chaves de controle” dos vagões foram destravadas intencionalmente. Entre os suspeitos há funcionários da concessionária.


“Só um funcionário ou alguém com a ajuda dele poderia ter feito isso, pois o dispositivo não fica em local de fácil acesso”, garantiram engenheiros que assinam o laudo, encomendado pela concessionária.


As suspeitas são de que a sabotagem tenha ocorrido de madrugada, quando o trem ainda estava na garagem.


Os dispositivos são responsáveis por transmitir a energia de alta tensão dos cabos para os carros. Segundo o laudo enviado à Agência Reguladora de Transportes (Agetransp), as chaves sob os vagões “estavam encostadas, mas não travadas”. A artimanha permitiu que o trem partisse e se enchesse de passageiros. A trepidação mudou posição da chave, parou a composição e provocou a revolta dos usuários.


No documento, há depoimentos de funcionários que revelam a invasão da cabine do trem na Estação Praça da Bandeira, e ameaças ao maquinista no dia 9 de fevereiro. “Durante todo o percurso (rumo à Central do Brasil) permaneceram as ameaças de morte, agressão física e xingamentos”, reforçou outro funcionário, que imobilizou o invasor.


Funcionários da empresa também destacaram a articulação de grupo de homens. Até a chegada da PM, eles impediam que técnicos se aproximassem do local onde ficam as chaves, jogando pedras, numa nítida intenção de evitar que o problema fosse descoberto.


Tarifa do metrô aumenta para R$ 3,20 hoje


Entra hoje em vigor, no Rio, o novo reajuste das passagens de metrô. A partir de agora os usuários terão que desembolsar R$ 3,20 para fazer a viagem que ficou R$ 0,10 mais cara.
Para os passageiros que utilizam os cartões pré-pagos, no entanto, o aumento pode ser adiado para terça-feira. Neste caso, a regra vale apenas para os créditos comprados até ontem.


O reajuste de 4,5% no valor da tarifa foi autorizado pela Agetransp. O aumento anual está previsto no contrato de concessão assinado pela empresa com o governo do estado.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: O Dia Online

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*