Vale recorre contra suspensão de obras na EFC

A companhia informou há pouco que ingressou com recurso (agravo de instrumento) perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, para revogar a decisão liminar do Juiz Federal da 8ª Vara de São Luís, que determinou a suspensão do processo de licenciamento da expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e a paralisação das atividades relacionadas às obras de duplicação.


Na decisão da Justiça do Maranhão, divulgada no final de julho, que determinou suspensão das obras, o juiz Ricardo Macieira entendeu que o licenciamento concedido pelo Ibama à Vale seria irregular, pois foi feito sem a realização prévia de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima). Na época da decisão, a Vale informou que iria recorrer — e entrou hoje na Justiça com este objetivo.


Em seu comunicado, a Vale informou ainda que aguarda a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A companhia afirmou que o projeto de expansão da Estrada de Ferro Carajás “está submetido ao regular processo de licenciamento ambiental perante o Ibama, cumprindo rigorosamente a legislação ambiental aplicável”, de acordo com o comunicado.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*