Investimentos brasileiros são apresentados em Berlim

As vantagens que a expansão do setor metroferroviário brasileiro oferece estiveram em foco durante a realização do seminário Brazil on Rails, nesta quinta-feira (20/09), na Innotrans2012 – Feira Internacional de Tecnologia em Transportes – em Berlim.


O Programa de Investimentos em Logística do governo brasileiro foi abordado em quatro palestras sobre os planos de expansão da malha metroferroviária nacional, as possibilidades de financiamento e investimento, além dos ganhos para a economia nacional.


O Secretário de Política Nacional dos Transportes, Marcelo Perrupato, falou sobre os benefícios que a duplicação de 7,5 mil quilômetros de rodovias e a construção de 10 mil quilômetros de ferrovias federais devem gerar para o Brasil. ‘Os custos de transporte das mercadorias brasileiras, como grãos e minério, devem cair em até 30%. Isso significa ganho de competitividade para o produtor brasileiro no mercado internacional’ garantiu.


Além disso, a velocidade de transporte das mercadorias também irá aumentar. “Estamos fazendo novas linhas – em bitola larga, de 1,60 m – que suportam vagões mais pesados e que não estarão obstruídas pelas travessias das cidades para melhorar o tempo de trânsito das mercadorias. Em vez de circular a 20 km/h passaremos a transitar a 60 km/h“, afirmou Marcelo Perrupato, para quem a expansão do setor irá permitir ao país galgar novas posições no cenário econômico mundial.


Iniciativa privada é alavanca para o setor


O presidente da MRS Logística e do conselho diretor da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Eduardo Parente, mostrou os números do transporte de cargas no país. Segundo Parente, o setor metroferroviário brasileiro cresce cerca de 9% ao ano em volume de cargas transportadas, desde 1996, graças aos investimentos privados. Só entre 2005 e 2011, 27,4 bilhões de reais foram injetados no setor.  “Esses investimentos sólidos da iniciativa privada brasileira já criam um ambiente atraente para o capital internacional“, avaliou Parente.


Novas vias, novos investimentos


Leonardo Alonso, diretor de Logística do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), apresentou a linha de financiamentos disponibilizada pelo banco para o setor. O último a falar foi Júlio Lopes, secretário de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, que mostrou os esforços que têm sido feitos para recuperar a infraestrutura metroferroviária do estado.


Evento supera as expectativas


Vicente Abate, presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER), ficou satisfeito com o resultado do evento. “O público pôde entender melhor o mercado ferroviário brasileiro e as positivas perspectivas futuras, tanto por parte do governo como da iniciativa privada“, considerou.


Jorge Fernando do Monte Pinto, diretor-executivo da Sysfer, considerou estratégica a realização do seminário Brazil on Rails na Innotrans. Wolfgang Fraz Pelousek, diretor geral Região Américas da DB Internacional, avaliou a realização do seminário Brazil on Rails como um ótimo investimento.  O seminário Brazil on Rails foi patrocinado pelas empresas DB International e Sysfer, promovido por ANTF, ABIFER, Simefre, ANPTrilhos e organizado pela CK Eventos.


Brasil fortemente representado na InnoTrans


A presença de 42 empresas brasileiras na Innotrans2012 é fortemente influenciada pela expectativa de expansão das ferrovias de cargas e do sistema metroviário no Brasil. De acordo com o embaixador do Brasil na Alemanha, Everton Vieira Vargas,  “este ano, o momento é ainda mais propício para a consolidação de parcerias, pois os investimentos da ordem de 91 bilhões de reais anunciados pelo governo federal para a construção de ferrovias irão certamente despertar o interesse de empresas como a Deutsche Bahn, por exemplo“.


A expansão do setor no Brasil irá beneficiar também as empresas internacionais que optarem por investir no país. É o que garante Rodrigo Vilaça, presidente-executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF). “É uma grande oportunidade para ingressar num mercado robusto e aumentar as vendas, num momento em que a economia internacional ainda mostra sinais de fraqueza”, disse.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*