TCU exige posicionamento sobre depredação de estação na Bahia

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o Ministério dos Transportes (MT), em parceria com a inventariança da extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA) e com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), adote urgentemente providências com relação à depredação da Estação Ferroviária São Francisco, em Alagoinhas, na Bahia.


Os danos foram verificados na ocasião da devolução da estação após período de arrendamento à Ferrovia Centro-Atlântico S/A, em 2004. O valor atualizado da dívida decorrente da depredação, incluindo multa e correção monetária, é de R$ 992.974,03.


O relator do processo, ministro-substituto do TCU Marcos Bemquerer Costa, determinou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), atual administrador da estação, que se posicionem, em um prazo de 45 dias, sobre a proposta da Ferrovia Centro-Atlântica S/A de recuperação da estação ferroviária.


No caso de rejeição da proposta, a ANTT deverá tomar as medidas necessárias para a cobrança administrativa ou judicial da dívida, em um prazo de 45 dias a contar da decisão de rejeição. O TCU acompanhará o cumprimento das determinações.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: TCU

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*