Expansão da Linha 5 de SP deve ter recursos do BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) examina um pedido de financiamento do Estado de São Paulo, no valor de R$ 1,958 bilhão, para a extensão da Linha 5 da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e para a duplicação da Rodovia dos Tamoios. A expectativa é de que o empréstimo seja aprovado até a primeira quinzena do próximo mês.


A informação foi dada ontem pelo diretor da Área de Infraestrutura Social do BNDES, Guilherme Lacerda. O empréstimo integra o Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste), com R$ 20 bilhões. O Proinveste foi lançado em junho, como uma das medidas do governo federal para estimular a economia.


Além dele, a Área de Infraestrutura Social do banco é responsável por outros programas de financiamento a Estados e municípios, como projetos de investimento público em mobilidade urbana – obras de metrô, BRT (corredores de ônibus segregados) e VLT (veículo leve sobre trilhos) – e em saneamento básico. “No Proinveste, estão a Linha 5 do Metrô e a Nova Tamoios, com a duplicação do trecho de planalto e os Contornos Sul e Norte”, afirmou Lacerda, em entrevista ao Estado.


A Rodovia dos Tamoios liga São José dos Campos, no interior de São Paulo, a Caraguatatuba, no litoral norte, com 80 quilômetros de extensão, dos quais cerca de 50 serão duplicados, segundo o governo do Estado. As obras começaram em maio.


No caso do metrô, as obras de extensão da Linha 5-Lilás também começaram e ligarão a Estação Largo Treze às Estações Santa Cruz, na Linha 1-Azul, e Chácara Klabin, na Linha 2-Verde. O investimento total é estimado em R$ 8 bilhões.


Essa extensão terá 11,5 quilômetros, com 11 estações: Adolfo Pinheiro, Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin. A previsão é de que a Linha 5-Lilás seja totalmente concluída em 2015, quando então terá 20 quilômetros e 17 estações.


Monotrilho


Lacerda destacou que o BNDES está financiando a expansão da Linha 15-Prata, por sistema de monotrilho. “Já está contratado”, disse o diretor do BNDES. O projeto da Linha 15-Prata teve aprovado empréstimo de R$ 922 milhões. Em maio, o Metrô previa que o primeiro trecho do prolongamento entraria em funcionamento em 2013. Essa extensão, entre a Vila Prudente e o bairro do Oratório, terá 2,9 km.


O contrato do empréstimo para a Linha 15-Prata foi assinado em junho pelo governador Geraldo Alckmin e pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, em um pacote de R$ 1,47 bilhão em financiamentos – incluindo também R$ 550 milhões para modernização e reconstrução de 13 das 20 estações da Linha 8 da CPTM.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*