ALL quer concluir entrada de sócio na Brado até dezembro

Estão avançadas as conversas da América Latina Logística (ALL) para a entrada de um investidor na Brado, empresa que criou há quase dois anos para atuar na área de contêineres. “Estamos negociando a entrada de um parceiro”, disse Eduardo Pelleissone, que assumiu a presidência da ALL em julho. “Temos expectativa de fechar até dezembro”, acrescentou ele, sem revelar detalhes de participação e desembolso. Além do novo sócio, o executivo pretende anunciar – “em breve” – a entrada em um novo negócio, dando continuidade ao plano da companhia de crescer usando a estrutura ferroviária que possui.


A ALL é dona de 80% da Brado e a Standard tem os outros 20%. Até agora foram investidos na empresa R$ 53,9 milhões, ela tem R$ 11 milhões em caixa e uma linha pré-aprovada de R$ 160 milhões, mas o plano inicial já previa a necessidade de investir R$ 1 bilhão em cinco anos e a busca de um acionista estratégico, um fundo de investimento ou o lançamento de ações no mercado.


Pelleissone explicou que todo novo negócio vai seguir o mesmo perfil dos já existentes, com acordos operacionais que permitam uma participação importante da ALL, que não exijam a colocação de capital e que tenham relação com a malha existente. Além da Brado, ela criou a Ritmo, em parceria com Ouro Verde, para serviços rodoviários, e a Vetria, com a Triunfo e a Vetorial Mineração.


“Minha primeira missão é deixar a logística ferroviária com fluxo de caixa positivo. A segunda, tornar realidade os novos negócios e, se possível, incrementá-los”, disse, ao Valor, na sede da ALL em Curitiba (PR). O executivo contou que a busca de investidor para a Vetria vai acontecer em 2013. Primeiro, quer ter todo o negócio montado, o que inclui a aferição da mina [de ferro] em Corumbá (MS) e a licença de instalação de estrutura para exportação no porto de Santos (SP). “Esses processos estão andando paralelamente e esperamos até o primeiro semestre do ano que vem ter tudo finalizado.”


Vestindo camisa com o nome da empresa bordado no bolso, o executivo participou ontem da última etapa da seleção de trainees, que contou 20 mil candidatos para 25 vagas. Ele também comentou o primeiro resultado trimestral desde que assumiu o cargo e ressaltou que o foco está em crescer com ganho de produtividade.


De julho a setembro, a ALL registrou receita líquida de R$ 966,3 milhões, 11,2% maior que em igual período do ano passado. O lucro líquido cresceu 16,3% e foi de R$ 106,2 milhões. No trimestre, o volume ferroviário aumentou 4,4%, devido ao incremento de 8% no transporte de commodities agrícolas, puxado principalmente pelo milho safrinha, mas houve redução de 6,7% em produtos industriais.


Pelleissone adiantou que as expectativas para o quarto trimestre são positivas em produtos agrícolas como milho e açúcar, mas ele espera “um crescimento de volume para 2012 menor” do que o previsto no planejamento de longo prazo, que é de 10% ao ano. Segundo ele, a possibilidade de que problemas climáticos atrapalhem a safra agrícola no Sul do país ainda não é motivo de preocupação. “Gostaríamos de ser menos suscetíveis a problemas climáticos”, comentou.


Pelleissone evita falar sobre a negociação em andamento na qual a Cosan poderá entrar no capital da ALL, sob a alegação de que se trata de assuntos de acionistas. Ele também não comenta as conversas em andamento com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre o novo marco regulatório das ferrovias.


Sobre a negociação de ferrovias que pertencem à ALL e são localizadas na Argentina, o executivo disse que “se houver boa conversa, a gente sai, mas não é um processo rápido”. No terceiro trimestre, a operação ferroviária no país vizinho resultou em prejuízo de R$ 16 milhões.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*