Congresso aprova criação da EPL

O Senado aprovou nesta quarta-feira (28) a criação da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), estatal responsável pela construção do trem-bala ligando Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. Como a medida provisória já havia sido aprovada pela Câmara, basta a sanção da presidente Dilma Rousseff.


A medida provisória editada pela presidente Dilma Rousseff em agosto substitui a antiga Etav (Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade) pela EPL, ampliando suas competências.


A estatal é presidida por Bernardo Figueiredo, que até o início do ano era diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre). Ele teve a sua recondução ao cargo rejeitada pelo Senado em um ato que foi considerado como uma revanche da base aliada contra atitudes do governo.


Mesmo depois de derrubar o nome de Figueiredo, os senadores aprovaram a criação da estatal sem polêmicas.


A EPL passa a abranger todo o setor de transportes, e não apenas o transporte ferroviário de alta velocidade. Também passa a caber à empresa a construção de infraestrutura e a operação de serviços –que não cabiam à Etav. Outra mudança em relação à empresa anterior é a previsão de recursos do Orçamento da União como fonte de recursos para a EPL.


Mudanças na MP


Durante tramitação no Congresso, o texto foi modificado ao permitir que a nova empresa realize estudos ambientais prévios das obras e elabore projetos quando houver necessidade. O texto aprovado também permite que a contratação da empresa por órgãos públicos seja dispensada de licitação.


Na comissão especial que discutiu a MP, a oposição tentou transformar a MP em projeto de lei, para aumentar a discussão do tema. A proposta, porém, foi recusada.


De acordo com a oposição, a estatal assume competências de outros órgãos, como o Ministério dos Transportes, o DNIT (Departamento nacional de Infraestrutura e Transportes), a Anac (Agência Nacional de Aviação) e a Valec (Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.) sem que tenha havido redução na estrutura destes.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*