Governo debate VLT na região metropolitana de Maceió

O Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas de Alagoas esteve reunido, nessa quinta-feira (8), com as empresas interessadas em participar do processo que vai viabilizar a implantação de um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) na região Metropolitana de Maceió. O encontro ocorreu na sede da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) e contou com as participação de representantes das empresas Andrade e Gutierrez, ATP Engenharia, Construcap, Planos Engenharia e o consórcio OAS-Queiroz Galvão.


A reunião foi realizada com o propósito de esclarecer os detalhes técnicos e operacionais do projeto que prevê o desenvolvimento, implantação, construção e operação do VLT. As empresa têm até o dia 23 de fevereiro de 2013 para encaminhar os projetos básicos e estudos de viabilidade do empreendimento ao Conselho Gestor, que avaliará e decidirá qual a modelagem que melhor atende as exigências do Governo de Alagoas.


“Nosso papel é realizar os processos com a maior transparência possível. Pensando nisso, reunimos todas as empresas para que as informações fossem transmitidas de maneira unificada, iniciativa que mostra o compromisso do Governo de Alagoas e torna as construtoras mais habilitadas a executarem os serviços”, declarou o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.


De acordo com Roberta Rosas, superintendente de Transportes e Logística da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), o Governo do Estado e a União investirão R$ 280 milhões para a construção do VLT. Os recursos serão viabilizados através do Programa de Aceleração do Crescimento de Mobilidade (PAC 2), do Governo de Federal. A previsão é que a ordem de serviço seja assinada até dezembro de 2013, para que nos primeiros meses de 2014 a construção seja iniciada.


Projeto – O VLT vai ligar o centro de Maceió ao Aeroporto Zumbi dos Palmares com um linha de mão-dupla nas avenidas Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro. A perspectiva é que cerca de 140 mil passageiros utilizem o Veículo Leve Sobre Trilhos diariamente.


Estão previstas a construção de 17 estações para o VLT, que possibilitam pagamento antes do embarque, fator que reduz o tempo de deslocamento, garantindo maior velocidade e eficiência operacional no eixo de implantação do sistema.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Primeira Edição

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*