Licitação de ferrovia Maracaju-Cascavel sai em maio

O governo federal deverá licitar no mês de maio a ligação ferroviária entre Maracaju (MS) e Cascavel (PR). A informação é de Bernardo Figueiredo de Oliveira, presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), ligada ao Ministério dos Transportes. As obras a serem feitas integram o Programa de Investimentos em Logística: Rodovias e Ferrovias, lançado pela presidenta Dilma Rousseff em agosto de 2012.


De acordo com o Programa, estão previstos ainda outros trechos que permitirão a ligação entre Mato Grosso do Sul e o Porto de Paranaguá, no Paraná, maior porto exportador de produtos agrícolas do Brasil. Um dos trechos que vão permitir essa ligação já existe (Cascavel-Guarapuava) e é operado pela Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste). Os demais trechos estão em estudo. Um deles prevê um ramal entre Guarapuava e Paranaguá, passando pela Estação Engenheiro Bley, em Lapa. Um outro prevê que a ligação entre a Estação Engenheiro Bley e o Porto de Paranaguá passará antes pelos municípios catarinenses de Mafra e São Francisco do Sul (onde existe outro porto).


O deputado federal Vander Loubet (PT-MS), que tem sido um dos atores mais atuantes no trabalho de viabilização dos recursos para a ferrovia, comemorou a notícia e enfatizou que a consolidação do modal ferroviário é importante para a competitividade dos produtos de Mato Grosso do Sul. “A chegada da ferrovia terá grande impacto em todas as cidades beneficiadas com o traçado. É um empreendimento de grande importância estratégica pois vai permitir transportar alimentos e outros produtos de forma mais barata”, assinalou o petista.


Audiência em Dourados


No dia 17 de abril (quarta-feira), a partir das 19 horas, será realizada uma audiência pública na Câmara Municipal de Dourados para debater assuntos relacionados ao desenvolvimento regional e à infraestrutura da região, como a situação da BR-163 no Programa de Concessão de Rodovias Federais e a Ferroeste, cujos trilhos passarão pelo município. A audiência é uma proposição do vereador Dirceu Longhi (PT) e conta com a parceria dos mandatos do senador Delcídio do Amaral, do deputado federal Vander Loubet e do deputado estadual Laerte Tetila, todos do PT.


Outros estados, Mercosul e Ásia


São duas as ferrovias com projetos para Mato Grosso do Sul. Além da Ferroeste, com os trilhos ligando Maracaju/Dourados/Mundo Novo (MS) a Guaíra/Cascavel (PR), existe a Ferrovia Norte-Sul, que estuda a implantação de um trecho ligando Panorama (SP) a Maracaju/Porto Murtinho (MS). Ambas as obras foram incluídas na planilha de prioridades da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a pedido do deputado Vander após requerimento feito à ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann. Na ocasião, o parlamentar destacou a importância desses empreendimentos para a economia sul-mato-grossense, especialmente o agronegócio.


“A Ferroeste e a Norte-Sul são muito importantes para nosso estado porque contemplam três importantes regiões geoeconômicas – Grande Dourados, Bolsão e Pantanal – e vão permitir a ligação dessas regiões com os portos de Santos e Paranaguá, facilitando o intercâmbio comercial com outros estados, com os países do Mercosul e até mesmo com o continente asiático por meio dos portos de Resistência na Argentina e Antofagasta no Chile”, concluiu.


 

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Jornal A Crítica (MT)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*