China promove reforma e investimento em rede ferroviária

O governo chinês divulgou recentemente um documento intitulado “Diretivas para a Reforma do Sistema de Financiamento e Aceleração da Construção da Rede Ferroviária”. Segundo o texto, a China vai concluir os investimentos planejados e entregar a gestão das ferrovias entre cidades aos governos locais e empresas privadas.


É também mencionada a reforma do sistema de financiamento e investimento da ferrovia, revisão do sistema de preços dos ingressos e o estabelecimento de um sistema de subsídio público para transportes ferroviários.


As diretivas apresentadas dizem que se deve “planejar globalmente, realizar investimentos diversificados, gerir as linhas de acordo com as necessidades do mercado e desenhar políticas de apoio”, para aperfeiçoar o desenvolvimento da rede ferroviária, abrir o mercado ao investimento privado e realizar investimentos diversificados para novas ligações.


Um vice-diretor do Centro de Intercâmbios Econômicos Internacionais da China, Wang Jun, acredita que os investimentos em infraestruturas como ferrovias ajudam a estabilizar o crescimento econômico.


“As regiões do centro e oeste da China têm muito espaço para construção de ferrovias e linhas entre cidades. Estabilizar o crescimento econômico através da construção da infraestrutura é uma forma de enfrentar problemas de capital e de dívidas. O documento do governo é uma medida importante a longo prazo.”


A Corporação de Ferrovia da China disse que vai aumentar os investimentos para 660 bilhões de yuans este ano, incluindo 530 bilhões para construção básica. As previsões apontam para que a China venha a ter mais de 100 mil quilômetros de ferrovia em 2013. Destes, mais de 10 mil quilômetros são de alta-velocidade.


O professor da Southwest Jiaotong University, Peng Qiyuan, acredita que a construção da rede ferroviária vai ajudar a manter o crescimento econômico.
“Os Estados Unidos têm 200 mil quilômetros de ferrovia. Nós vamos ter apenas 100 mil até o final deste ano. O desenvolvimento econômico da China é muito rápido, já é a segunda maior economia do mundo. Mas as ferrovias atuais do país não podem suportar a velocidade do desenvolvimento chinês. Atualmente, o setor ferroviário não se desenvolve muito rapidamente. Nós necessitamos de uma rede de alta qualidade para garantir o desenvolvimento saudável da economia.”


O documento aponta que a China vai abrir o mercado de ferrovia no futuro e realizar investimentos diversificados. Os governos locais e empresas ganharão acesso ao direito de propriedade e gestão das linhas ferroviárias, nomeadamente em linhas inter-cidades, linhas para desenvolver recursos e linhas regionais.
O estabelecimento de um fundo de desenvolvimento de ferrovia está em discussão. O fundo vai funcionar com capitais do governo central e atrair financiamento privado. Mais tipos de título de dívidas serão divulgados.


Os preços de transporte ferroviário serão ajustados ao mercado. O governo não decidirá mais os preços dos ingressos dos transportes. O professor Peng Qiyuan indicou que essas medidas resultarão numa situação em que tanto ganhará o desenvolvimento do sistema ferroviário como os interesses dos passageiros.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Radio China Internacional

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*