Greve da Valec envolve trabalhadores da FIOL na Bahia

A greve dos Trabalhadores da estatal VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., iniciada na última segunda (24), continua a todo o vapor. Cerca de 800 servidores estão parados em todo o país. Na Bahia, são 110, a maioria trabalha na FIOL – Ferrovia de Integração Oeste-Leste.


A ação se deu, devido ao descaso do Governo Federal nas negociações do ACT, já, que, depois de aprovado, em reunião, no dia 27/02, a empresa voltou atrás. A direção da VALEC comunicou que o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST) não autorizou que o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2014, com data-base em novembro, fosse firmado.


A reunião marcada para acontecer entre os Sindicatos e o DEST, no final da tarde de ontem (25) foi cancelada, depois que o órgão mandou comunicado, dizendo não negociar com os trabalhadores em estado de greve.


Na manhã de hoje (26), trabalhadores se reuniram na sede da VALEC, em Brasília, para assembleia de avaliação do movimento. Outro encontro está agendado para o final da tarde.


Os Diretores do Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe (SINDIFERRO), Antonio Eduardo e Manoel Cunha seguem representando a categoria, na capital federal, durante essa árdua jornada.


A categoria reivindica:


1) reajuste do IPCA, acrescido de 3%, retroativo a 1º de novembro de 2013; 2) reajuste do auxílio-alimentação de R$ 506,00 para R$ 704,00 mensais; 3) parcelamento do desconto do adiantamento das férias em seis vezes; 4) reajuste da contrapartida do plano de saúde de R$ 205,00 para R$ 225,84 (10,17%); 5) dispensa de comprovação de despesa com creche para receber o auxílio; 6) concessão do auxílio-educação de R$ 412,00; e 7) direito de licença não remunerada para interesses pessoais.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Sindiferro

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*