Operador das Linhas 8 e 9 da CPTM terá que comprar trens e unificar estação Lapa

Em uma apresentação de pré-modelagem da concessão à iniciativa privada das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, ao Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização, foram mostrados alguns pontos e exigências que devem ser cobrados do novo operador, segundo informações do site Diário do Transporte.

Entre as contrapartidas estão a aquisição de um novo material rodante, perfazendo estimativa total de investimento a cargo do concessionário de cerca de R$ 2,6 bilhões. Outra ação do operador privado será a construção da nova estação Ambuitá, em Itapevi, além da unificação da estação Lapa, promovendo a conexão entre as linhas 7 Rubi e 8 Diamante.

O prazo de concessão deve ser por 30 anos e a concorrência será internacional. O novo operador ainda deverá promover melhorias em 35 estações e modernizar sistemas e infraestrutura de operação.

Primeira audiência pública

A CPTM deve realizar a primeira audiência pública para a concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda. De acordo com publicação do Diário Oficial, o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos – STM, deve realizar a audiência pública no dia 27 de fevereiro de 2020, às 15 horas. Nesta data devem ser conhecidos mais detalhes sobre a concessão.

O evento deve ocorrer no Auditório André Franco Montoro, que fica na Praça Pateo do Collegio, 184, no centro de São Paulo.

Fonte: https://viatrolebus.com.br/2020/02/operador-das-linhas-8-e-9-da-cptm-tera-que-comprar-trens-e-unificar-estacao-lapa/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*