Guichê liberado

No Metrô de Salvador, máquinas de autoatendimento têm manutenção remota e em tempo real

As máquinas de autoatendimento nas estações de metrô são implementadas para eliminar um gargalo comum nos sistemas: as filas imensas para compra de passagens. Como todo equipamento eletrônico, essa solução está passível a falhas técnicas. Para isso, a CCR Metrô Bahia arranjou um jeito. Desde o ano passado, a equipe interna da concessionária do Metrô de Salvador trabalha com um sistema que monitora e reestabelece de forma remota e em tempo real a operação dos equipamentos, quando necessário.

Você precisa ser assinante da Revista Ferroviária para ler este conteúdo. Por favor, faça o seu . Não é assinante? Assine aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*