Mercado aquecido

Socadora Universal modelo B 66 UC-D é uma das novidades da Matisa
Socadora Universal modelo B 66 UC-D é uma das novidades da Matisa - Divulgação/Matisa

Demanda por equipamentos de manutenção de via cresce; fabricantes investem em novidades no portfólio

As fabricantes de equipamentos de via estão vivendo um novo momento no Brasil, pós-renovação dos contratos de concessão das ferrovias. Com uma lista ampla de obras na carteira, as concessionárias que já tiveram suas prorrogações assinadas, estão em busca de aumentar a sua frota e os trabalhos para melhorar a manutenção da malha. Esse mercado anda aquecido, e a competição também. A Ensco tem um portfólio de sistemas de inspeção de via que já operam nos EUA e estão agora sendo ofertados no Brasil. O diretor de Vendas da empresa, Aloísio Carneiro, diz que a principal novidade é um sistema ultrassônico de detecção de falhas nos trilhos, chamado de Ultrasonic Rail Flaw System. “O teste ultrassônico de falhas nos trilhos é importante para identificar e remediar riscos críticos de segurança que podem resultar em descarrilamento”, destaca.

De acordo com Carneiro, o diferencial do Ultrasonic Rail Flaw System é a integração com outras tecnologias da Ensco, como visão de máquina, medição de perfil de trilho e de geometria de via com velocidade zero. Esses sistemas adicionais garantem uma inspeção precisa dos trilhos e agregam mais valor durante os testes de via, afirma o diretor. Segundo ele, a empresa já fornece o Ultrasonic Rail Flaw System para a Federal Railroad Administration (FRA) nos Estados Unidos e está pronta para trazê-lo para as ferrovias brasileiras.

Você precisa ser assinante da Revista Ferroviária para ler este conteúdo. Por favor, faça o seu . Não é assinante? Assine aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*