ViaMobilidade pode implantar sistema de sinalização inédito nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda

Metrô CPTM – A ViaMobilidade, operadora das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda de trens metropolitanos, poderá investir em um novo sistema de sinalização para seus trechos.

Segundo Marcio Hannas, CEO da Plataforma Mobilidade do Grupo CCR, a concessionária está em discussão junto ao governo do estado referente a implantação do sistema ETCS (European Train Control System).

O novo sistema de sinalização, que está previsto na concessão da Linha 7-Rubi e do Trem Intercidades, é inédito no Brasil. Seu funcionamento básico é semelhante aos sistemas de sinalização já existentes, com algumas peculiaridades dependendo do nível adotado.

Uma de suas principais diferenças é a possibilidade, ante aos sistemas de sinalização existentes, de criar um cenário de interoperabilidade. Em outras palavras, é a capacidade de que trens de diferentes linhas e frotas trafeguem com total compatibilidade em diferentes trechos.

O sistema de sinalização ETCS pode ser código aberto e ser fornecido por várias empresas, eliminando completamente a dependência de sistemas proprietários.

A adoção do ETCS nas linhas 8 e 9 não está prevista no contrato de concessão. Ela foi citada durante o CCR Day 2024 como parte do de-risking operacional.

Em nota, a concessionária afirma que estuda planos e possibilidade de investimento na melhoria dos serviços, incluindo a modernização do sistema de sinalização.

“A ViaMobilidade avalia constantemente potenciais planos e possibilidades de investimento e melhorias nos serviços oferecidos para a população. Nesse sentido, a modernização do sistema de sinalização das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda está entre as necessidades da empresa. Desde o início da concessão, há pouco mais de dois anos, a ViaMobilidade já investiu mais de R$ 2,9 bilhões em melhorias nas linhas 8 e 9. Continuamos empenhados em buscar alternativas que melhorem a operação e beneficiem os passageiros.”

Atualmente as linhas 8 e 9 operam com um sistema do tipo ATC com blocos de via fixos em 90 Hz, uma peculiaridade técnica implantada pela FEPASA e que impossibilita alguns trens de trafegarem neste trecho.

No futuro a implantação do ETCS criará um cenário de ferrovias interoperáveis permitindo uma abertura no leque de alternativas de operação, incluindo exploração do direito de passagem e novos serviços ferroviários.

Durante a audiência pública de concessão das linhas 11, 12 e 13 da CPTM, integrantes da Secretaria de Parcerias em Investimentos reforçaram o plano de tornar toda a rede de trens regionais e metropolitanos capaz de receber qualquer trem e operadora.

A afirmação reforça a impressão que o governo do estado deverá incluir a instalação do ETCS também nas linhas 8 e 9, que foram licitadas sem essa opção.

Atualmente, a CPTM está implantando outro sistema moderno, o CBTC, nas linhas 11-Coral e 10-Turquesa, com esta última em estágio mais avançado. Resta entender como ficará esse investimento no novo cenário desenhado pela atual gestão.

Fonte: https://www.metrocptm.com.br/viamobilidade-pode-implantar-sistema-de-sinalizacao-inedito-nas-linhas-8-diamante-e-9-esmeralda/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*