Novas estações de trem: projetadas para impressionar

Formatos futurísticos impressionantes, aliados ao uso de materiais sustentáveis e ao conceito de fluxo de veículos e passageiros, fazem de muitas das novas estações ferroviárias modelos revolucionários de arquitetura para o transporte público.


A recém-inaugurada estação de Guangzhou, na China, orçada em US$ 1,8 bilhões, é um exemplo destas estações ferroviárias do futuro, projetadas para impressionar. A estação foi inaugurada no início de 2011, com a expectativa de atender 300 mil passageiros diariamente.


A coluna principal da construção é formada por uma clarabóia de 348 metros e o teto inclinado se abre em uma série de grandes átrios, dispostos nos seis andares do edifício para dispersar as multidões.  A clarabóia se expande nas extremidades, próximo a duas entradas principais, e é mais estreita no centro. A estrutura de aço em forma de abóbada forma colchões de ar, permitindo que a luz do dia entre, porém minimizando o ganho de calor dentro da estação.


Os desembarques são feitos no piso térreo e o embarque é localizado no primeiro andar, que tem 28 plataformas. O prédio é dividido verticalmente para facilitar o fluxo de táxis, carros, ônibus e as conexões para o metrô da cidade, localizado no subsolo da estação.


O projeto também inclui duas “praças verdes” nos halls de entrada, compostas por árvores e plantas nativas. De acordo com arquitetos, o projeto foi inspirado no design dos atuais aeroportos.


O design da estação de Guangzhou foi elaborado pela empresa britânica TFP Farrells. A obra é uma das concorrentes da edição deste ano do Festival Mundial de Arquitetura em Transporte.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Railway Technology

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*