Defensoria Pública recomenda instalação de cancelas para evitar acidentes com VLT em linha férrea de Maceió

Defensoria Pública encaminhou nesta segunda-feira (5) uma
recomendação aos órgãos responsáveis pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) pedindo
que instalem cancelas e outros equipamentos de segurança para evitar mais
acidentes com este tipo de transporte em Maceió.

O documento foi entregue à Prefeitura de Maceió, à
Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito e a Companhia Brasileira de
Trens Urbanos (CBTU).

Pela manhã, uma colisão envolvendo um carro Fiat Strada e o
VLT deixou duas pessoas mortas e duas feridas no cruzamento da linha férrea na
Avenida Walter Ananias, próximo ao Sesc Poço. Esta foi a terceira ocorrência no
mesmo trecho da via em poucos meses.

Para o defensor público do Núcleo de Direitos Coletivos e
Humanos, Carlos Eduardo de Paula Monteiro, a estrutura na ferrovia é
insuficiente para garantir a segurança das pessoas que são obrigadas a cruzá-la
diariamente.

Por conta disso, o defensor recomendou que além da instalação
das cancelas eletrônicas, os órgãos competentes coloquem grades e que a
sinalização seja reforçada.

A recomendação estipula prazo de 20 dias para os órgãos se
manifestarem apresentando diagnóstico sobre a segurança nos cruzamentos do
trecho da linha férrea e o relatório circunstanciado de todas as medidas
adotadas para o cumprimento da recomendação.

O VLT começou a passar por esse trecho em novembro, quando
tiveram início as viagens do Centro a Jaraguá. De acordo com o chefe de
segurança da Companhia Brasileira de Trens urbanos (CBTU) no estado, Marcelo
Sá, foram três acidentes desde então.

Fonte:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*