À espera de novos projetos

Fornecedora de cabos de energia para linha/estação metroferroviária (metrô, monotrilho e trens urbanos), a Prysmian aguarda a fase de acabamento de obras para entrar em cena. É que a etapa de cabeamento aéreo e subterrâneo costuma acontecer no momento em que o projeto se encaminha para ser finalizado, após a parte de infraestrutura civil.

Segundo Assis Mentor de Mello Filho, gerente comercial de Metais e Exportação do Grupo Prysmian, a empresa vem participando de todas as obras metroferroviárias em São Paulo, como a Linha 15- Prata, a Linha4-Amarela (Metrô SP) e a Linha 9-Esmeralda, da CPTM. “Trabalhamos geralmente como subcontratada da construtora”, diz o executivo, que espera fornecer cabos para a Linha17-Ouro (Metrô SP), a Linha Leste, em Fortaleza, e o monotrilho de Salvador. Mello Filho se mantém otimista com outros projetos, como a Linha 6-Laranja. Ele estima que uma estação, dependendo do tamanho, demande de R$ 5 milhões a R$ 10 milhões em cabos de baixa e de média tensões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*