França formaliza PPP da linha Nîmes-Montpellier

A controladora da infraestrutura ferroviária francesa Réseau Ferré de France (RFF) formalizou um contrato de parceria público-privada (PPP) com a OC’VIA, um consórcio liderado pela construtora Bouygues, para construção da ligação ferroviária Nîmes-Montpellier no valor de € 1,5 bilhão.


O consórcio OC’VIA é composto pela Bouygues Construction, Colas Rail, Spie Batignolles, Alstom Transport, Meridiam infrastructure e Fideppp.


O contrato com prazo de 25 anos compreende projeto, financiamento, construção, operação, manutenção e serviços das novas infraestruturas para o transporte ferroviário de cargas e passageiros.


Sob o contrato, a OC’VIA também deverá receber contribuições públicas das autoridades locais e regionais, bem como da RFF, durante a fase de construção.


O início das obras na linha está previsto para o fim de 2012 e tem o apoio da União Europeia, governo da França, RFF, região de Languedoc-Roussillon, Gard Département e das autoridades municipais de Nimes e Montpellier.


Durante a fase de construção, 11 bancos comerciais, incluindo BayernLB, BBVA, Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ (BTMU), DZ, KfW, HSBC, Mizuho, Natixis, SMBC, Societe Generale e Unicredit, estenderão aproximadamente € 1 bilhão para permitir captação de recursos pela OC’VIA para o projeto.


Os bancos Caisse des Dépôts e European Investment Bank (EIB) irão gerenciar os fundos de poupança e as operações de refinanciamento de longo prazo para a mantenedora do contrato de PPP, que contará com uma garantia da RFF durante o período de operação.


Parte dos recursos captados, representando 80% do custo total durante o período, foi segurada por € 521 milhões pela Caisse des Dépôts e € 307 milhões pelo EIB.


A ligação ferroviária Nimes-Montpellier incluirá 80 km de novas vias, 60 km das quais compreendendo uma rota de alta velocidade entre Manduel e a região leste de Nimes e Lattes e a região oeste de Montpellier.


A concessão também inclui uma ligação de 10 km com o corredor de carga na margem direito do Rio Ródano, bem como outras três conexões com a malha existente em Jonquières, Lattes e Manduel, que também totalizarão 10 km de vias.


A ligação deverá aumentar a qualidade e melhorar o desempenho dos serviços ferroviários em trens de carga e preencher a lacuna na linha ferroviária de alta velocidade entre Paris e Barcelona.


Quando da sua conclusão prevista para 2017, a linha deverá reduzir os tempos de viagem entre Nimes e Montpellier em 20 minutos, ao mesmo tempo em que a OC’VIA receberá concessões de investimentos da França e verbas para manutenção e reformas da RFF.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Railway Technology

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*