TTrans e Vossloh apresentam menor preço para VLT Santos

O consórcio TREMVIA Santos, formado pela T´Trans e Vossloh, apresentou o menor preço para na licitação dos 22 Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) para a Baixada Santista. De acordo com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP), responsável pela concorrência internacional, do tipo menor preço, após a análise das propostas de preços apresentadas pelos quatro consórcios interessados, a comissão de licitações decidiu retificar o valor do subtotal da coluna “Preço total unitário CIP ou EXW C=A x B” referente à multiplicação do valor unitário da planilha de preços e com isso os valores apresentados por cada uma das interessadas foi alterado. 


Com a retificação, a primeira colocada passou a ser a última na classificação de valores.  A proposta do consórcio TREMVIA Santos, formado pela T´Trans e Vossloh, passou a ser R$ 251.947.649,31. A segunda colocada foi a empresa polonesa Pojazdy Szynowe Pesa Bydgoszcz, com o valor de R$ 266.073.887,76. Em seguida ficou o consórcio Alstom, composto por Alstom Brasil Energia e Transporte Ltda e Alstom Transport S.A, com a proposta de R$ 269.887.200,43. E por último, o consórcio da CAF com R$ 290.318.806,30.


No início de agosto, o consórcio da CAF foi anunciado com a menor proposta (CAF apresenta menor preço para VLT Baixada Santista), seguido do TREMVIA Santos; da empresa Pojazdy Szynowe Pesa Bydgoszcz e do consórcio Alstom.


A licitação ainda está em andamento e, após as etapas de recursos, o próximo passo será a abertura do invólucro II, contendo a metodologia de execução do projeto e documentos de habilitação. A previsão é de que o resultado final da licitação e a assinatura do contrato ocorram no mês de outubro.


Se o consórcio for definido como vencedor, será a primeira vez que Vossloh fornecerá material rodante no Brasil e que a T´Trans produzirá trens novos, já que seus contratos estão na área de reforma e manutenção.


O primeiro VLT deve ser entregue 18 meses após a assinatura do contrato, prevista para setembro deste ano. A previsão é que todos os trens sejam entregues até dezembro de 2014. O custo total aproximado dos VLTs é de R$ 284 milhões.


O trecho de 15 km ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente (SP), ao Valongo, em Santos (SP) corresponde à primeira fase do SIM (Sistema Integrado Metropolitano) e deve atender cerca 70 mil passageiros/dia útil. O sistema de VLT será integrado às linhas de ônibus metropolitanos e municipais. 


O projeto inclui obras de infraestrutura como terminais, estações de transferência, pontos de parada, dispositivos de acessibilidade, intervenções no viário e construção de ciclovias. O investimento total previsto é de R$ 855 milhões.


O governo de São Paulo estuda uma parceria público-privada (PPP) para a operação do sistema de VLT e para a expansão do SIM, com a construção dos outros trechos previstos em projeto.


Leia na íntegra a publicação da classificação:


Julgamento/Classificação
Concorrência EMTU/SP Nº 004/2012


OBJETO: Fornecimento de 22 (vinte e dois) Veículos Leves sobre Trilhos –VLT, a serem utilizados na rede de Veículos Leves sobre Trilhos – VLT, da Região Metropolitana da Baixada Santista – RMBS.
Após análise das propostas de preços apresentadas, esta Comissão decidiu: I) RETIFICAR, de acordo com o disposto no item 10.11., do edital, o valor do subtotal da Coluna “Preço total unitário CIP ou EXW C=A x B” referente à multiplicação do valor unitário do subitem 5.1.1.1., da Planilha de Preços apresentada pelo licitante CONSÓRCIO TREMVIA SANTOS, formado pelas empresas TRANS SISTEMAS DE TRANSPORTES S.A. e VOSSLOH ESPANÃ S.A., que passa a ser de: Є 5.677.503 (cinco milhões, seiscentos e setenta e sete mil e quinhentos e três euros), e não de, Є 11.355.003 (onze milhões, trezentos e cinqüenta e cinco mil, e três euros), como constou da planilha apresentada pela licitante, e em decorrência, RETIFICAR também o valor total de sua proposta de preços para R$ 251.947.649,31 (duzentos e cinqüenta e um milhões, novecentos e quarenta e sete mil, seiscentos e quarenta e nove reais e trinta e um centavos); II) RETIFICAR, de acordo com o disposto no item 10.11., do edital, o valor total da proposta da Planilha de Preços apresentada pela licitante POJAZDY SZYNOWE PESA BYDGOSZCZ S.A., que passa a ser de: R$ 266.073.887,76 (duzentos e sessenta e seis milhões, setenta e três mil, oitocentos e oitenta e sete reais e setenta e seis centavos), e não de, R$ 267.406.594,10 (duzentos e sessenta e sete milhões, quatrocentos e seis mil, quinhentos e noventa e quatro reais e dez centavos), como constou da planilha apresentada pela licitante, em virtude da conversão dos valores expressos em Euro pela cotação indicada no item 10.10 do Edital, conforme detalhado na Planilha de Preços anexa; III) ADEQUAR o valor da proposta de preços apresentada pela licitante CONSÓRCIO ALSTOM em virtude de valores de tributos lançados a menor na proposta apresentada, passando seu valor a ser de R$ 269.887.200,43 (duzentos e sessenta e nove milhões, oitocentos e oitenta e sete mil, duzentos reais e quarenta e três centavos), conforme Relatório Técnico encartado aos autos, e não de R$ 269.862.740,90 (duzentos e sessenta e nove milhões, oitocentos e sessenta e dois mil, setecentos e quarenta reais e noventa centavos); IV) ADEQUAR o valor da proposta de preços apresentada pela licitante CONSTRUCCIONES Y AUXILIAR DE FERROCARRILES S.A., em virtude de valores de tributos lançados a menor na proposta apresentada, passando seu valor a ser de R$ 290.318.806,30 (duzentos e noventa milhões, trezentos e dezoito mil, oitocentos e seis reais e trinta centavos), conforme Relatório Técnico encartado aos autos, e não de R$ 248.746.864,27 (duzentos e quarenta e oito milhões, setecentos e quarenta e seis mil, oitocentos e sessenta e quatro reais e vinte e sete centavos), como constou da Planilha apresentada pela licitante, já convertida para o câmbio devido; V) CLASSIFICAR as propostas de preços apresentadas, na seguinte ordem: 1º) CONSÓRCIO TREMVIA SANTOS, formado pelas empresas TRANS SISTEMAS DE TRANSPORTES S.A. e VOSSLOH ESPANÃ S.A., no valor total de R$ 251.947.649,31 (duzentos e cinqüenta e um milhões, novecentos e quarenta e sete mil, seiscentos e quarenta e nove reais e trinta e um centavos); 2º) POJAZDY SZYNOWE PESA BYDGOSZCZ S.A., no valor total de R$ 266.073.887,76 (duzentos e sessenta e seis milhões, setenta e três mil, oitocentos e oitenta e sete reais e setenta e seis centavos); e 3º) CONSÓRCIO ALSTOM, formado pelas empresas ALSTOM BRASIL ENERGIA E TRANSPORTE LTDA. e ALSTOM TRANSPORT S.A., no valor total de R$ 269.887.200,43 (duzentos e sessenta e nove milhões, oitocentos e oitenta e sete mil, duzentos reais e quarenta e três centavos); 4°) CONSTRUCCIONES Y AUXILIAR DE FERROCARRILES S.A., no valor total de R$ 290.318.806,30 (duzentos e noventa milhões, trezentos e dezoito mil, oitocentos e seis reais e trinta centavos); VI) Abrir prazo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da publicação, para a interposição de eventuais recursos.


Marco Túlio Meirelles Báfero
Comissão Especial Julgadora de Licitações
para a Concorrência n° 004/2012
PUBLICADO NO DOE DE 31/08/2012 – CADERNO EMPRESARIAL

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Clique e veja mais notícias da Revista Ferroviária