Alstom fecha contrato para expansão do VLT Carioca

alstom

A Alstom vai ampliar a linha do VLT do Rio em 700 metros em via dupla, entre a rodoviária do Rio de Janeiro e um terminal de BRT. A francesa assinou contrato com o VLT Carioca para o projeto que inclui, além da expansão de linha, a construção de uma nova estação (Terminal Gentileza), com quatro plataformas, o fornecimento do sistema APS para todo o trecho (1,4 km), uma subestação retificadora e adaptação de uma existente e implementação de toda a sinalização do trecho.  

O VLT do Rio é alimentado pelo sistema APS (Alimentação pelo Solo) fornecido pela Alstom. Ele é composto por duas sapatas localizadas na parte inferior do trem e, quando o veículo passa pelo local onde estão instalados os equipamentos Power Box acontece a energização dos segmentos de trilhos APS e a consequente alimentação do veículo. Existe ainda um conjunto de supercapacitores que armazena e fornece energia ao veículo nos locais sem os trilhos energizáveis ou em caso de falha localizada, até o próximo ponto de energização, o que elimina a necessidade de fios externos e, consequentemente, valoriza a arquitetura e a paisagem da cidade.   

A expansão deverá permitir um aumento de aproximadamente 40% no número de passageiros, além de abrir caminho para futuras ampliações do sistema na região de São Cristóvão, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, diz a Alstom em nota.  

Inaugurado para as Olimpíadas de 2016, o VLT do Rio é dividido entre três linhas (com 29 paradas) e possui uma frota de 32 trens com capacidade para 420 passageiros cada.


4 Comentários

  1. Todas estas linhas, citadas acima, estão totalmente corretas.
    Já se sabe da existência destes projetos a muito tempo.
    O que falta é coragem para implementá-las.
    O rio de janeiro é uma tartaruga,em se falando de movimento, um caranguejo, um passo pra frente, dois para o lado.
    Infelizmente, enquanto as autoridades públicas continuarem pensando que infraestrutura urbana, não é prioritário, vamos continuar com o sistema atual, e cada vez mais deteriorado.
    Acorda Rio de Janeiro, teu povo merece uma melhor atenção. Menos politicagem!

  2. É uma boa levar até São Cristóvão e alguns bairros próximo ao centro, mas jamais substituindo-a atuais linhas de BRT, onde é necessário ser feito o metrô linha 6 paralelo à Transcarioca, projeto antigo de décadas atrás. E mais do q VLT, o Rio precisa de metrô pra ontem. Linha 2 independente até a Praça VX passando por Catumbi, Praça da Cruz Vermelha e Carioca a partir da Estácio. Linha 1 circular ligando Gávea a Uruguai, Linha 4 Alvorada X Carioca ou Zona Portuária. Linha 3 Niterói X Guaxindiba. Linha 5 Santos Dumont X Galeão via zona Portuária e Fundão ( projeto para o PAN de 2007. Linha 6 Alvorada X Galeão cruzando com a linha 2 em Irajá. Alguns projetos que já deveriam estar em funcionamento e outros sendo construídos com a linha Avorada X Fundão via Freguesia cruzando horizontalmente paralela a linha amarela de fácil implantação e recomendada pelo Clube de Engenharia.

  3. Ouvi falar a época de sua instalação , que havia a previsão de levar o VLT ate o Catete ( Largo do Machado e Laranjeiras , existe essa possibilidade ??

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*