Fabricantes de vagões querem previsibilidade nas  encomendas

A baixa encomendas de vagões nos últimos anos vem afetando toda uma cadeia de fornecedores de peças e componentes que não conseguem ter fôlego para manterem suas operações num mercado cheio de altos e baixos. Isso acaba provocando não só a evasão de bons profissionais da indústria ferroviária como também pode acabar dificultando a entrega de vagões, se a curva de pedidos crescer significativamente nos próximos anos.  

No Pod nos Trilhos, o CEO da Greenbrier Maxion, Eduardo Scolari, e o diretor superintendente da Randon, Sandro Trentin, falam com propriedade sobre esse assunto. Previsibilidade, segundo eles, é o que a indústria precisa para continuar inovando e entregando produtos que contribuam para a melhor eficiência e produtividade das ferrovias.

YouTube player

       

1 Comentário

  1. Um movimento bem interessante que vem acontecendo na industria de vagões são as encomendas para os clientes finais, principalmente no setor de biocombustíveis e de celulose.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*